Orçamento Participativo “dá vida” a dois novos projectos no concelho de Mira

O Salão Nobre da Câmara Municipal de Mira foi ontem (quinta-feira), 7 de Julho, palco da assinatura dos protocolos referentes ao Orçamento Participativo de 2014.

Para além do Presidente do município, Raul Almeida, estiveram presentes os Presidentes da Direcção das entidades responsáveis pelos projectos vencedores – Luís Rocha, da Associação Cultural e Recreativa do Seixo, e o Padre Jerónimo, do Centro Paroquial de Solidariedade Social de Mira -, assim como os Presidentes das Juntas de Freguesia do Seixo e de Mira, Tiago Cruz e Artur Fresco, respectivamente.

Recorde-se que o Orçamento Participativo de Mira foi lançado em 2014, tendo contado com a candidatura de vários projectos, que foram a votos publicamente. Os vencedores foram o Centro Paroquial de Solidariedade Social de Mira (CPSSM), que vai receber 25 mil euros para o desenvolvimento de um projecto de execução e licenciamento de um centro de dia, e a Associação Cultural e Recreativa (ACR) do Seixo de Mira , que vai receber 20 mil euros para a criação de um Parque Intergeracional.

Ao AuriNegra, o Padre Jerónimo, Presidente da direcção do CPSSM, refere que o projecto vencedor “resultou de muito trabalho e dedicação. Tivemos uma votação muito forte”

Quanto à verba recebida, diz-nos, servirá para o projecto de construção, de raiz, de um Centro de Dia, na Lentisqueira: “Já temos o terreno e também um arquitecto a trabalhar nisso”.

Em relação ao projecto da ACR, trata-se de uma infraestrutura que ficará localizada junto ao Parque de Merendas de S. João, ou seja, “em pleno coração dos equipamentos sociais da freguesia do Seixo, sendo por isso um local privilegiado para acesso não só à população em geral mas também aos utentes do centro de dia, do lar de idosos, da CerciMira, do Centro de Bem Estar infantil do Seixo e do Agrupamento de Escuteiros do Seixo”.

“Este projecto assenta no conceito de que só através do diálogo e convívio entre gerações é possível construir o nosso futuro. Visa a fortificação dos laços familiares e intergeracionais bem com o incentivo ao exercício físico sem custos e desfrutando do espaço natural em que o projecto será inserido”, refere a associação seixense, acrescentando que o parque terá vários equipamentos destinados à prática de exercício físico e do fitness ao ar livre, “com vista ao bem-estar pleno de todos os cidadãos, ao entretenimento dos mais jovens, à convivência e à partilha de experiências entre as várias gerações e de forma particular a promover o envelhecimento activo”.