Wine Trophy avalia vinhos em Anadia

Um painel internacional de 55 jurados vai avaliar a partir desta quarta-feira (4 de Maio), em Anadia, 1.750 vinhos, oriundos de todo o mundo, na etapa europeia do Wine Trophy, competição promovida pelos alemães da Deutsche Wein Marketing.

O evento, que segue as regras estritas da OIV (Organização Internacional da Vinha e do Vinho), consiste na realização diária, até domingo, de “provas cegas”, em que os jurados, oriundos de 30 países, avaliam a qualidade dos vinhos sem prévio conhecimento da sua origem.

“Trata-se de um dos mais conceituados concursos de vinho do mundo e é uma honra para Anadia ter sido escolhida para receber a edição deste ano”, disse à agência Lusa, citada pelo Diário de Notícias, o vice-presidente da autarquia, Jorge Sampaio, que é também o principal dirigente da Associação Rota da Bairrada.

Para além da etapa de Anadia, a Deutsche Wein Marketing organiza ainda duas provas de vinhos anuais em Berlim, bem como a feira Asia Wine Trophy, na cidade de Daejeon, Coreia do Sul, prevista para outubro.

Em competição no Museu do Vinho vão estar vinhos de 30 países produtores, com especial destaque para França, Itália, Alemanha, Espanha, Chile, Argentina, África do Sul, Estados Unidos da América e Portugal, destacando-se a presença em força dos produtores da Bairrada, que beneficiaram de condições especiais de participação por iniciativa da Câmara de Anadia.

Principal impulsionadora nacional do evento, a autarquia negociou contrapartidas para a participação dos 117 produtores registados na Comissão Vitivinícola da Bairrada, como forma de incentivo. Os produtores bairradinos de espumantes, vinhos “tranquilos” e aguardentes puderam inscrever a concurso cinco produtos diferentes (registos) gratuitamente, garantindo automaticamente a presença sem custos no Asia Wine Trophy, e estarão ainda envolvidos em acções de promoção de espumantes em Berlim e Daejeon.

“Tivemos uma considerável adesão dos produtores da Bairrada”, diz Jorge Sampaio, que prefere não avançar com o número final de produtores bairradinos para “não influenciar” o concurso.

Jorge Sampaio considera que o Wine Trophy tem ainda a virtude de “servir como uma montra mundial para os produtos da Bairrada”, uma vez que durante os quatro dias de competição os membros do júri irão almoçar nas adegas dos principais produtores da Região da Bairrada.

“Será uma oportunidade única para mostrarmos os nossos produtos”, diz Jorge Sampaio, fazendo votos para que, “como manda a tradição”, os vinhos portugueses acabem por conquistar medalhas nas diversas categorias em competição.

“Já não é a primeira vez que os vinhos portugueses conquistam medalhas de ouro neste tipo de competições”, recorda.