Voz de Salvador Sobral vai ecoar nas escadas do Quebra Costas

Alma Nuestra é uma banda criada pelos dois amigos Salvador Sobral e Victor Zamora que partilham uma paixão pelos doces sons da América Latina e, em simultâneo, pelo jazz. Posto isto, chamaram outros dois companheiros e deram origem a um “quarteto de luxo”, reinventando as já bem conhecidas e intemporais canções de Cuba, Argentina e de outras terras sul americanas, tornando-as únicas e pessoais, mostrando como é possível criar novos trilhos musicais do cruzamento caloroso entre o jazz e as sonoridades da América Latina.

Os Alma Nuestra são compostos por Victor Zamora (piano), Salvador Sobral (voz), Nélson Cascais (contrabaixo) e André Sousa Machado (bateria) e actuam esta sexta e sábado (10 e 11 de Agosto) no Quebra Costas, em Coimbra

Entre 22 de Junho e 1 de Setembro, as escadas do Quebra Costas, em Coimbra são palco para uma mostra do melhor jazz que se faz por Portugal. O Quebrazjazz acontece todas as sextas-feiras e sábados, em pleno Centro Histórico de Coimbra, no percurso incluído no Património Mundial – Universidade de Coimbra, Alta e Sofia. A organização e programação é da Associação Cultural Quebra Costas e a entrada é livre. Mais informações na página do facebook do evento .

A sétima edição do festival que todos os fins de semana de verão enche as escadas do Quebra Costas, tem este ano um cartaz que tanto viaja pela história do jazz com uma homenagem ao dixieland, como convoca sons da América Latina. Propõe solos, com um espectáculo do consagrado Carlos Barretto, e aposta num jovem ensemble, premiado em Março deste ano. Mais: tem regressos que provam o entusiasmo de actuar neste espaço, como a Maria João que nesta edição apresenta dois espectáculos diferentes, e promove a primeira actuação de Salvador Sobral neste festival. Inclui uma homenagem a Carlos Paredes, cujo pai viveu num 1.º andar desta zona, com o projecto de Bernardo Moreira, naquele que poderá ser o cenário ideal para a sua apresentação. E tem vozes, muitas vozes, masculinas e femininas.

No total são 23 noites, 15 espetáculos distintos, 11 fins de semana e… muitas escadas. Venha escolher o seu degrau.
Os espetáculos têm sempre início às 22h30 e acesso livre.