VIII Mostra de Doçaria Conventual e Regional de Coimbra com recorde de participantes

A Câmara Municipal de Coimbra (CMC) organizou, com a colaboração da Brigada de Intervenção, a VIII Mostra de Doçaria Conventual e Regional de Coimbra, que decorreu nos dias 8 e 9 de Outubro, no Quartel da Brigada de Intervenção (antigo Convento de Sant’Anna, junto ao Estabelecimento Prisional de Coimbra). Esta foi a maior edição de sempre do certame, que este ano contou com a presença, no dia de abertura, do presidente da CMC, Manuel Machado, e dos vereadores Carina Gomes e Carlos Cidade.

“Esta mostra tem vindo a crescer de ano para ano”, afirmou Manuel Machado, em declarações aos jornalistas, elogiando a beleza do local onde a iniciativa tem lugar – o antigo Convento de Sant’Anna – e destacado a competição saudável que existe entre os participantes da 2.ª edição do Concurso de Doçaria Conventual e Tradicional.

Esta oitava edição do evento trouxe a Coimbra perto de quarenta expositores, o que se traduz na maior participação alguma vez registada nesta iniciativa. Oriundos da região (Coimbra, Ançã, Tentúgal, Lorvão e Pereira), e de outros pontos do país, representam estabelecimentos comerciais ligados às áreas da Doçaria e Pastelaria e outras Associações/Confrarias do ramo, designadamente das zonas de Alcobaça, Alfeizerão, Amarante, Aveiro, Braga, Cabeceiras de Basto, Caldas de Vizela, Évora, Felgueiras, Lamego, Leiria, Miranda do Corvo, Ovar, Santa Maria da Feira, Régua, Reguengos de Monsaraz, Santarém, Soure e Tomar.

O momento alto da VIII Mostra de Doçaria Conventual e Regional de Coimbra foi a apresentação de um novo doce, dedicado aos 500 Anos da Beatificação de Isabel de Aragão, a Rainha Santa. A origem desta delícia – “Rosa da Rainha” – resulta de um trabalho de pesquisa desenvolvido pelos associados da Associação de Doceiros de Coimbra (ADOC) que dignificam, assim, a passagem desta efeméride em honra da Rainha Santa. Criado com recurso a ingredientes tradicionais, o novo doce constitui mais um importante contributo para a preservação e divulgação da história local e da sua relação com o riquíssimo património de sabores e saberes da doçaria coimbrã.

Na 2.ª edição do Concurso de Doçaria Conventual e Tradicional, organizado pela CMC e QUALIFICA/Origin Portugal, as medalhas de ouro foram entregues à Cordel Maneirista, pelo seu pudim de ovos, respeitando uma receita das Clarissas do Convento de Santa Clara (na categoria de doces feitos à base de ovo), e ao Café Santa Cruz, pelo seu conhecido “crúzio”.