Varela Pècurto expõe na Biblioteca Municipal de Cantanhede (fotogaleria)

 

Até dia 30 de Abril, a Biblioteca Municipal de Cantanhede tem patente uma exposição de fotografias da autoria de Varela Pècurto.

A mostra engloba três dezenas de imagens (algumas das quais de Cantanhede) da autoria deste fotógrafo veterano, há muitos anos radicado em Coimbra, e que é um dos mais conceituados e premiados (em Portugal e no estrangeiro), com diversos livros publicados e representado em museus e colecções particulares.

Eduardo Francisco Varela Pècurto nasceu a 27 de Abril de 1925 em Ervedal, uma vila do concelho de Avis, no Alto Alentejo.

Frequentou o Liceu Nacional André de Gouveia, em Évora, onde concluiu o antigo 6.º ano. Desde muito jovem mostrou interesse pela fotografia, trabalhando com os fotógrafos David de Freitas e Eduardo Nogueira, em Évora.

Em 1949, Varela Pècurto concorreu ao Salão de Fotografia, promovido pelo Grupo de Amadores e Profissionais de Fotografia (“Grupo Câmara”), onde participaram fotógrafos reconhecidos mundialmente, e obteve o 1.º prémio.

Posteriormente integrou o grupo e a sua participação contribuiu para o grande desenvolvimento e reconhecimento do mesmo, a nível nacional e internacional.

No seguimento do prémio atribuído pelo “Grupo Câmara”, o fotógrafo foi convidado pela livraria Atlântida Editora, em Coimbra, para dirigir uma secção fotográfica recém-criada naquele espaço.

Um ano mais tarde, tornou-se responsável pela casa de fotografia “Ilda e Companhia Lda) – conhecida como “Hilda”, onde permaneceu como sócio-gerente durante 50 anos.

Para além da sua actividade como fotógrafo profissional, Varela Pècurto trabalhou ainda 25 anos como operador de câmara correspondente da RTP, na região centro.

Varela Pècurto concorreu a inúmeros salões nacionais e internacionais de arte fotográfica, nos quais foi galardoado com dezenas de prémios em ouro, prata, bronze e menções honrosas. Em 1954, foi distinguido com o mais importante prémio atribuído internacionalmente no âmbito da fotografia amadora de salão: o Excellence da Féderation Internacional d’Art Photographique.

O seu trabalho está representando no Museu de Arte Contemporânea em Lisboa e, em 2005, a Câmara Municipal de Coimbra outorgou-lhe a Medalha de Mérito Cultural da cidade,