Universidade Aberta realizou seminário sobre “Sociedade Participativa e Sustentável”

“O Papel do Cidadão no Ambiente” foi o tema do seminário sobre “Sociedade Participativa e Sustentável” que decorreu no auditório da Biblioteca Municipal de Cantanhede no passado dia 8 de Abril.

Organizado pela Universidade Aberta, a iniciativa contemplou a abordagem de várias matérias em quatro painéis, alguns dedicados à apresentação de projectos realizados neste âmbito, outros propondo pistas de reflexão sobre questões específicas, a partir da análise de estudos e trabalhos de campo, no âmbito da licenciatura em Ciências do Ambiente (LCA) do Departamento de Ciências e Tecnologia.

Na sessão de abertura, a vice-presidente da Câmara Municipal, Helena Teodósio, enfatizou “o interesse do debate sobre participação cívica, sustentabilidade e ambiente, assuntos que não podem deixar de estar no centro das preocupações dos responsáveis políticos e dos agentes educativos, culturais e socioeconómicos”. Segundo a autarca “o conceito de cidadania pressupõe o investimento pessoal na perceção correta dos problemas com que a comunidades estão confrontadas e também das soluções possíveis, pois é da soma dessas duas dimensões que emergem as causas verdadeiramente mobilizadoras”. Para a autarca, “o êxito deste processo reside na capacidade política e institucional dos decisores para conciliar objetivos e fomentar a qualificação das respostas e das soluções através da inovação e valorização de ações que integrem diferentes atores e intervenientes”.

Segundo Helena Teodósio, o Município de Cantanhede tem vindo a ser seguido um modelo de governação orientado para o desenvolvimento sustentável. Nesse sentido, tem apostado no reforço de condições organizacionais facilitadoras da implementação de políticas adequadas nesse campo, “quer ao nível do investimento no ordenamento do território, nas infraestruturas e nos equipamentos colectivos, quer nas rotinas de trabalho da instituição e no desenvolvimento de projectos destinados a mobilizar os diferentes sectores da comunidade, muito particularmente os jovens, para a adopção de atitudes consentâneas com a necessidade de assegurar a sustentabilidade ambiental”.

A terminar, a vice-presidente da Câmara Municipal enalteceu o papel do Centro Local de Aprendizagem da Universidade Aberta em Cantanhede na prossecução dos objetivos que o Município persegue em matéria de Educação, Formação e Conhecimento, no âmbito do processo de desenvolvimento em curso. É por essa via que se constrói a sociedade participativa e sustentável naquele que é o desafio da competitividade da economia, tal como ele é entendido no Município de Cantanhede”, sublinhou.

Terminada a sessão de abertura do seminário da Universidade Aberta, o vereador do pelouro da Educação, Pedro Cardoso, moderou um debate em torno de assuntos abordados nas intervenções no primeiro painel sobre “O Papel das Autoridades Locais e Centrais na Promoção de uma Participação Activa dos Cidadãos” e “Promoção de Padrões de Consumo Sustentável nas Famílias”.

Além deste, o programa do seminário contemplou mais dois painéis, um sobre “O Papel do Cidadão no Ambiente”, outro dedicado à apresentação de trabalhos de campo e projectos de intervenção relacionados com questões ambientais e de sustentabilidade.

Desde Julho de 2010 que a Universidade Aberta (UAb) tem a funcionar em Cantanhede o Centro Local de Aprendizagem (CLA) disponibilizando cursos de licenciatura, mestrado e doutoramento, bem como de programas de formação ao longo da vida e a realização de workshops, seminários e conferências em estreita colaboração com entidades locais.

O CLA foi criado nos termos do protocolo celebrado com a Câmara Municipal, no âmbito do qual a autarquia cede as instalações, os equipamentos e dos meios de manutenção, competindo à instituição de ensino superior assegurar as actividades previstas através de um coordenador local, que tem como funções executar as acções académicas, promover parcerias de âmbito local e regional e identificar públicos-alvo, entre outras.

Abrangendo ainda os concelhos de Águeda, Anadia, Figueira da Foz, Mealhada, Mira, Montemor-O-Velho, Mortágua, Oliveira do Bairro, Penacova, Soure e Vagos, o Centro Local de Aprendizagem de Cantanhede integra o centro de documentação/biblioteca central da Universidade Aberta, de modo a permitir o acesso a um serviço de livraria on-line para os apoiar. Dispõe ainda uma sala de exames com capacidade para 30 lugares, uma sala de informática e um espaço para eventos.