“Tesouros de Castelo Branco” em exposição na Biblioteca Municipal de Cantanhede

Está patente ao público até ao dia 31 de Julho, na Biblioteca Municipal de Cantanhede, uma mostra de bordados intitulada “Tesouros de Castelo Branco”.

A exposição tem patente ao público 26 trabalhos realizados com este tipo de bordado, dos quais se destacam uma colcha de finais do século XIX, quadros e painéis, almofadas e naperons, ricamente decorados com o tradicional bordado de Castelo Branco. Para além dos trabalhos de Maria do Rosário Nunes, exímia bordadeira neste tipo de arte, estão expostos trabalhos bordados executados por Diamantina Simões dos Santos e Maria d’Ascensão Almeida Afonso.

Sobre os Bordados de Castelo Branco

O bordado de Castelo Branco é um dos produtos artesanais mais emblemáticos da região de Castelo Branco. Os bordados surgem essencialmente em colchas de linho bordadas com fio de seda natural, tingidos de diversas cores e tonalidades, com desenhos de inspiração oriental. Este tipo de trabalhos tornaram-se conhecidos a partir de meados do século XVI, trazidos do Oriente pelos navegadores portugueses.

Estas peças têm semelhanças com as colchas de Toledo e Guadalupe, na Espanha. Representaram, durante séculos, a dignidade do enxoval de qualquer noiva da região, quer fosse plebeia ou nobre.

Alguns dos elementos destes bordados são o lar e a Árvore da Vida (Bíblia), os desposados (representados por pássaros juntos), os cravos e rosas, representando o homem e a mulher, respetivamente, os lírios, a Virtude, corações para o Amor, gavinhas para a Amizade, entre outros.

Neste tipo de bordado utilizam-se vários pontos, como o “ponto de cadeia” ou o “ponto pé de flor”, entre outros. O ponto que ganhou o nome da cidade e que deu também origem a um dos nomes deste bordado foi o “ponto a frouxo”, que cobre maiores extensões do desenho.

Os motivos figurativos usados no bordado de Castelo Branco são inúmeros, mas sobressaem as flores e os frutos, aas aves, algumas de duas cabeças, os corações, os laços e as figuras humanas, entre outros.

Sobre Maria do Rosário dos Santos Nunes

Maria do Rosário dos Santos Nunes é natural de Castelo Branco, onde nasceu 1954 e reside em Cantanhede desde 2007. Possui o Curso de Formação Feminina e, atualmente, está aposentada do Ministério da Economia.

Maria do Rosário Nunes iniciou a prática do bordado com 6 anos e foi aperfeiçoando a sua técnica de bordar ao longo da vida.