Sopas e mais sopas em Febres

No dia 16 de Junho o Mercado de Febres recebe mais uma edição do festival “Sopas & Lavores”.

Organizado pelos Escuteiros de Febres – Agrupamento 1192, o concurso põe em competição cerca de meia centena de sopas, confeccionadas por privados, restaurantes e associações.

“Nos anos anteriores tivemos uma média de 56 sopas a concurso por evento, algumas com nomes bastante ‘sui generis’ mas isto depende totalmente do empenho de cada um, emprenho esse que tem crescido em cada ano”, começa por dizer ao AuriNegra Carla Serrada, chef dos escuteiros.

Para a edição de 2018 as expectativas são altas: “Tem sido óptimo perceber a motivação de todos para que este evento possa ser um verdadeiro sucesso, sendo que no ano anterior, superámos todas as expectativas, ultrapassando os 900 visitantes!”

A receita desta “sopa” de sucesso, assegura, é a autenticidade. “O sucesso resulta disto mesmo: somos autênticos! Quando há doze anos atrás começámos a organizar este evento, não havia nada de semelhante na região. Esta foi e será uma iniciativa nossa e pioneira no Concelho de Cantanhede, que nos enche de orgulho”.

Para Carla Serrada, o evento tornou-se “uma marca inconfundível do património gastronómico da nossa região, mas também passou a revelar um pendor de entreajuda, associativismo e diversão típicos do povo das nossas aldeias. É com muito carinho, garra e orgulho que, em cada ano, arregaçamos as mangas para organizar as nossas “Sopas” e nos superarmos”.

Introduzir novidades é sempre um dos objectivos da organização. “Começámos por criar uma imagem para o evento (como os chapéus de praia no recinto), depois pensámos na animação musical, nas tábuas para segurar as taças e nas canecas personalizadas. Este ano, voltámo-nos para a questão ambiental e vamos acabar com os plásticos descartáveis no recinto”.