Sede da Junta de Freguesia de Febres vai ser requalificada

A sede da Junta de Freguesia de Febres vai ser objecto de uma requalificação, nos termos de um projecto que visa dar resposta às necessidades funcionais, legais e simbólicas inerentes à função institucional do edifício”.

Adjudicada por 116.522 euros pela Junta de Freguesia, a obra será comparticipada pela Câmara Municipal, no quadro da política de apoio à valorização de equipamentos colectivos que o executivo camarário tem vindo a desenvolver através de parcerias com as entidades locais.

O respectivo auto de consignação foi assinado no dia 31 de Outubro, pelo presidente da Junta de Freguesia, Carlos Alves, no decurso de um encontro com representantes da empresa adjudicatária, no qual participou também a vice-presidente da Câmara Municipal, Helena Teodósio.

O imóvel foi construído em 1983 e com a intervenção de fundo prevista pretende-se dotá-lo de condições adequadas às actuais exigências dos serviços públicos, conferindo-lhe também uma imagem arquitectónica que o dignifique no contexto urbano em que se insere, o que neste caso passa pela integração da frente do antigo e contíguo jardim-de-infância, através da criação de uma única fachada para os dois edifícios

No rés-do-chão proceder-se-á à demolição integral da compartimentação existente para ser criada uma estrutura mais funcional, constituída por um átrio de acesso, novas instalações sanitárias de utilização pública, uma zona central ampla para os serviços administrativos, com atendimento ao público, e um gabinete para o executivo da junta.

No primeiro piso, o salão nobre manterá a sua dimensão actual mas será alvo de um processo de reabilitação geral, de modo a valorizar as condições para realização das assembleias de freguesia e outros actos públicos que ali são realizados regularmente.

Além da já referida integração das fachadas da sede da junta de freguesia e do antigo jardim-de-infância num desenho arquitectónico com utilização de grandes superfícies envidraçadas, toda a zona exterior será intervencionada de modo a que o edifício adquira identidade distintiva no âmbito da “Área Urbana Consolidada” do Plano de Urbanização da Vila de Febres.

Nesse sentido, serão demolidos os anexos contíguos, de modo a eliminar o “ruído urbano” e a promover a limpeza visual da envolvente, o que será reforçado através da criação de uma praceta junto ao imóvel e da regularização e pavimentação das áreas adjacentes.

Durante o período em que decorrerão as obras de reabilitação, os serviços da Junta de Freguesia continuam a funcionar no Espaço do Cidadão instalado na Casa Carlos de Oliveira.