Requalificação da lateral nascente à EN 234 valoriza envolvente à Rotunda Marquês de Marialva

A lateral da EN 234, no sentido Cantanhede / Mira, à saída da Rotunda Marquês de Marialva, foi alvo de um processo de requalificação paisagística que resultou numa significativa valorização do local. A obra, no valor de 31.280 euros, veio reforçar o enquadramento de uma zona nobre da cidade, que passou a ter assim uma imagem idêntica à estrutura verde do outro lado da via, ao longo do muro do cemitério.

Situada junto à subestação eléctrica da EDP, na confluência do terreno da antiga fábrica da Purina, a área sujeita a intervenção é de 4.400 m2, numa faixa constituída pelo prédio de que a Câmara Municipal tomou posse em 1981, no âmbito de uma permuta com a Santa Casa da Misericórdia, e por três pequenas parcelas adquiridas recentemente por 30 mil euros. De resto, foi a compra destas parcelas que permitiu avançar com a requalificação de toda faixa nascente da mais importante via de saída da cidade em direcção a poente, porquanto, antes disso, não havia condições para fechar, desse lado, o enquadramento paisagístico em torno da Rotunda Marquês de Marialva.

A empreitada incidiu em três vertentes, designadamente a desmatação, limpeza do local e outros trabalhos preparatórios, incluindo o aterro do poço existente, a que se seguiu a criação de um amplo espaço relvado pontuado por árvores, arbustos e herbáceas, no qual surge como elemento estruturante o trajeto de circulação pedonal em pavê que serpenteia longitudinalmente o terreno.

Elaborado pelos serviços técnicos do Departamento de Urbanismo, o projeto foi executado de acordo com o contexto urbanístico de toda a envolvente à Rotunda Marquês de Marialva.