ProVida entrega diplomas a colaboradoras

No passado dia 31 de Janeiro, a Associação de Desenvolvimento, Progresso e Vida da Tocha realizou uma sessão para entrega de diplomas relativos ao curso de formação de Agente em Geriatria, promovido pelo Centro para a Qualificação e Ensino Profissional do IEFP de Coimbra. Tratou-se de um projecto de capacitação e certificação profissional por via da experiência que decorreu entre Março e Junho de 2017.

De acordo com nota da ProVida, o acto simbólico decorreu no Auditório da Instituição e visou “felicitar todas as colaboradoras que investiram na sua formação para que lhe fossem reconhecidos os seus conhecimentos e as suas competências na área da geriatria”.

Na cerimónia estiveram presentes os Órgãos Sociais da Progresso e Vida, Maria Cidália Pereira, responsável pelo Serviço de Formação Profissional do IEFP de Coimbra, Cristiana Pereira, coordenadora da formação, o Presidente da Junta de Freguesia da Tocha, Fernando Pais Alves, as chefias intermédias e todas as colaboradoras (formandas) que, “de forma genuína, com dedicação e empenho, abraçaram este curso para revalidação das suas competências”.

A Progresso e Vida da Tocha é uma instituição de referência na economia social da região que “prima pela excelência e pela qualidade na prestação dos serviços e cuidados ao idoso”. Neste sentido, ressalta o Presidente da Direção, José Maia Gomes, “com colaboradoras dedicadas e preocupadas em melhorar e a aperfeiçoar as suas técnicas e práticas é fácil dar seguimento à Missão a que esta instituição se propõe”. O dirigente salientou ainda a importância da “qualificação para o desenvolvimento, quer pessoal, quer profissional” de cada uma das formandas.

A sessão contou com a entrega de 14 diplomas do processo de RVCC – Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências, do curso Agente em Geriatria. Na sua intervenção, Maria Cidália Pereira do IEFP referiu que “todas as formandas conseguiram, com êxito, alcançar os objectivos propostos, o que traduz de forma clara o empenho de todas” destacando ainda a importância desta formação para “o reforço da qualificação profissional de cada uma, o que irá permitir prestar melhores cuidados aos utentes da Instituição”.