Projecto de carregador de telemóveis sem fios vence concurso municipal de ideias de negócio

“Joy magnet” é o nome do projecto que venceu, esta quinta-feira, 23 de Março, o Concurso Municipal de Ideias de Negócio. Trata-se de um carregador de telemóveis sem fios, capaz de aproveitar a energia das radiações electromagnéticas de radiofrequência.

O projecto, de três alunos da Escola Secundária da Mealhada, permite carregar aparelhos eléctricos sem serem necessários fios condutores, possibilitando também o carregamento destes aparelhos à distância, ultrapassando assim os tradicionais carregadores. Os consumidores poderão, assim, carregar o telemóvel em qualquer lugar, desde que nas proximidades exista uma fonte emissora de radiações eletromagnéticas de radiofrequência, como por exemplo os “routers”. É esta a ideia de negócio que a Mealhada levará à final intermunicipal da CIM – Região de Coimbra, dias 1 e 2 de Abril, em Tábua.

José Diogo Jesus, José Pedro Cruz e Nuno Miguel Laranjo, alunos do 12º ano, estão já a criar o protótipo a apresentar no concurso que reúne os projectos vencedores dos restantes 18 municípios da CIM – Região de Coimbra.

Esta quarta edição do Concurso Municipal de Ideias de Negócio, promovido pela Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM-RC) ao abrigo do programa “Educação Empreendedora nas Escolas”, contou com o envolvimento de três escolas da Mealhada – Secundária, Escola Profissional Vasconcellos Lebre e Escola Básica – e de quase 200 alunos. Pela primeira vez, houve um projecto do terceiro ciclo, denominado “CheiràBairrada”, que representará o Município, na final da sua categoria, dia 27 de Maio, na Iª Expo Empresas Júnior, em Mortágua.

Das 14 candidaturas apresentadas no Secundário e Profissional, foram escolhidas 10 com ideias diversificadas: da gastronomia, com incidência nas 4 Maravilhas da Mesa da Mealhada (água, pão, vinho e leitão) a projectos como um carregador de tintas, um estojo multifunções ou uma garrafa com temporizador e doseador de comprimidos.

O júri, composto pelo vice-presidente da Câmara Municipal da Mealhada, Guilherme Duarte, pelo presidente da Associação Comercial e Industrial da Bairrada e Aguieira (ACIBA), Carlos Pinheiro, e pela técnica superior do Município, Magda Costa, avaliou cada um dos projectos segundo cinco critérios: o grau de inovação, a exequibilidade da ideia, a qualidade da apresentação, a estruturação e maturação da ideia e impacte do projeto para a região.

Rui Marqueiro, presidente da Câmara da Mealhada, abriu o concurso com palavras de incentivo aos jovens, sublinhando que, destas iniciativas, “poderão nascer ideias de negócio que possam, no futuro, influenciar positivamente a economia regional e até nacional”