Polícia Judiciária deteve um homem suspeito do crime de pornografia de menores

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, identificou e deteve um homem, pensionista, fortemente indiciado pela prática do crime de pornografia de menores, consubstanciado na obtenção e partilha, através da internet, de ficheiros multimédia retratando crianças em práticas sexuais explícitas.

A investigação surgiu no âmbito do combate internacional à pornografia infantil em articulação com as autoridades estrangeiras.

Os indícios até ao momento recolhidos pela investigação permitem concluir que o suspeito se tem dedicado activamente à divulgação de vídeos e de imagens de cariz pornográfico em que são intervenientes crianças vítimas de abuso sexual, usando, para o efeito, programas informáticos de partilha de ficheiros.

A actividade delituosa do suspeito denotava algum grau de sofisticação, fruto dos seus conhecimentos avançados de electrónica, sendo que, para aceder à internet, usava a rede wireless de uns vizinhos que lhe haviam cedido o acesso a título gracioso.

Na sequência de busca domiciliária realizada na casa do suspeito, numa freguesia do concelho da Mealhada, foi apreendido o equipamento informático por ele usado, no qual foram encontrados centenas de ficheiros multimédia de pornografia de menores.

A investigação vai prosseguir no sentido de determinar a conexão desta actividade delituosa com terceiros que se dedicam a práticas criminosas da mesma índole.

O detido, de 40 anos de idade, foi presente às Autoridades Judiciárias competentes para interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicadas as medidas de coacção de obrigação de permanência na habitação, proibição de acesso à internet e a obrigação de se sujeitar a tratamento psiquiátrico.