Polícia Judiciária deteve um homem suspeito de crime de incêndio florestal

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, deteve um homem, servente da construção civil, suspeito da autoria de um crime de incêndio florestal, ocorrido no concelho de Vagos no final da tarde da passada sexta-feira (12 de Agosto).

O detido, que tem problemas de alcoolismo, deslocou-se para o local de bicicleta, tendo iniciado o incêndio com um isqueiro e combustível acelerante, provavelmente gasolina.

Foram consumidos cerca de 9.000m2 de mato, eucaliptos e pinheiros adultos, tendo sido colocada em perigo a mata nacional adjacente, que se inicia do outro lado de um estradão, não tendo sido causados danos mais avultados porque os populares deram de imediato o alerta e o fogo foi prontamente combatido pelos bombeiros.

O detido, com 55 anos de idade, sem antecedentes criminais, vai ser presente às Autoridades Judiciárias competentes para primeiro interrogatório e eventual aplicação de medidas de coação. No corrente ano a Polícia Judiciária já identificou e deteve 41 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.