PJ deteve um homem suspeito do crime de pornografia de menores agravado

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, identificou e deteve um homem pela presumível prática do crime de pornografia de menores.

Recorrendo por vezes ao uso de perfis fictícios criados na rede social Facebook, aliciava os jovens a filmarem-se ou a fotografarem-se em actos sexuais explícitos e a enviar-lhe esses ficheiros multimédia através de plataformas de comunicação na Internet.

A investigação surgiu na sequência de denúncia de aliciamento de um menor através deste modus operandi, sendo que na sequência de diligências investigatórias foram colhidos elementos que apontam para a existência de outras vítimas, porquanto no computador do suspeito foram encontrados centenas de ficheiros de pornografia de menores.

O detido, de 30 anos de idade, foi presente às Autoridades Judiciárias competentes para interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicadas as medidas de coacção de obrigação de permanência na habitação sob vigilância electrónica, bem como de proibição de contactos com a vítimas e de acesso à Internet.