Perdeu o seu animal? Fique atento aos burlões

Quando uma pessoa perde o seu animal de estimação o procedimento mais habitual, depois de ir à polícia ou ao canil municipal, é colocar cartazes pela zona onde vive e informações pela Internet, com uma fotografia do animal perdido e um contacto para alguém que o tenha visto ou recolhido poder devolvê-lo ao seu dono. No entanto, nos últimos meses, um pouco por todo o País, têm havido várias queixas de burlões que se servem do desespero destes donos para os enganar.

Estes burlões telefonam para o contacto dos donos dos animais desaparecidos, identificando-se como sendo de um canil municipal ou de uma clínica veterinária. Depois dizem ter o animal em sua posse e estarem prontos para o devolver a casa, mas antes pedem que seja depositada uma verba numa conta bancária.

Ao AuriNegra, fonte da Guarda Nacional Republicana de Cantanhede referiu que, no concelho, estão a ser investigados três processos-crime semelhantes. Sem acrescentar muitos pormenores, a GNR refere apenas que o modus operandi é semelhante ao que tem sido usado pelo País fora: “O dono de um animal que se encontra desaparecido coloca o respectivo apelo de desaparecimento na internet. Depois é contactado por um indivíduo, que diz ter o animal e que, para o poder devolver, este tem de pagar uma quantia para o ir buscar, ora para que este não seja eutanasiado ora porque o animal foi atropelado e têm que repor o dinheiro gasto em tratamentos”.

Normalmente, o contacto é feito aos fins-de-semana ou já de noite, de modo a que os visados não possam confirmar a situação junto dos canis municipais ou de outras entidades, que estão abertas só à semana e em determinados horários.

Posteriormente, o burlão envia os dados bancários (NIB) e a importância a transferir, combina um local para a pessoa ir buscar o animal desaparecido, mas no final não aparece ninguém nem animal nenhum.

O site Encontra-me, um dos mais utilizados para ajudar a encontrar animais desaparecidos em todo o País, aconselha a que não se faça qualquer pagamento antecipado. “Se alguém lhe ligar a pedir dinheiro em troca da devolução do seu animal ou para evitar que o seu animal seja abatido pelo canil municipal, por exemplo, trata-se de uma tentativa de burla. Nenhum canil municipal nem nenhuma pessoa honesta faria este tipo de chantagem”, dizem.

No site, gerido pela Associação Pelos Animais, é ainda pedido que sempre que haja uma exigência de pagamento antecipado esta seja denunciada à PSP ou GNR.

Os responsáveis pelo site Encontra-me, onde está disponibilizado um vasto rol de aconselhamentos para quem perdeu um animal, sugerem ainda que os proprietários de animais desaparecidos “evitem encontrar-se sozinhos com alguém que afirme ter encontrado o seu animal”: “Leve um ou dois amigos consigo e marque um encontro num local público. Da mesma forma, evite andar sozinho à procura do seu animal, particularmente em locais que não lhe sejam familiares”.

“Quando falar com um desconhecido que afirme ter encontrado o seu animal, peça-lhe que descreva o animal com exactidão antes de lhe fornecer qualquer outra informação. Se o desconhecido não incluir a tal característica identificadora que ocultou, ao colocar o anúncio no nosso site, é provável que, afinal, não tenha o seu animal. Tenha cuidado redobrado com pessoas que insistam em receber antecipadamente dinheiro por eventuais despesas veterinárias, danos causados ou outro tipo de encargos”, acrescenta o site.