“Pelo Concelho de Cantanhede”

Numa visita guiada pela natureza,

Cantanhede constituída por naturais regiões:

Mondego, representado na arquitetura portuguesa,

A Gândara na beira – mar e a Bairrada nos leitões!

O concelho formado por freguesias

Hoje, muitas delas unidas

Uma história vista por fotografias

Um saber de coisas já perdidas.

 

Como típico doce, o bolo mulato,

Como padroeira, a senhora da Conceição,

Comércio, serviços, cestaria e o sapato,

Pocariça com Cantanhede em federação!

 

Pertinho do distrito fica a sua localização

Vila de Ançã se representa em monumentos

Médico, Historiador, Escritor, Jaime Cortesão

Bolo de Ançã nos louvores e merecimentos.

 

Assim divididas pela ribeira de Ançã

Outil e Portunhos pertencentes à união.

Aqui, o azeite produzido pela manhã

Ao sabor dos lagares da região!

 

A relojoaria e ourivesaria aqui presentes,

O frango de churrasco a lembrar,

Mantas de retalho e cestaria, ofícios de gentes,

Das freguesias de Corticeiro e Vilamar.

 

Febres, representada pelo ourives ambulante,

Percorria de bicicleta o Norte e Sul de Portugal.

Aos Covões, Corticeiro e Vilamar semelhante,

Nossa Sr.ª de Febres romaria e devoção local.

 

Com mais de um século de existência

Banda Filarmónica dos Covões

Leitão da Bairrada é sempre preferência

Com chanfana e cestaria, Camarneira sem exceções!

Cestaria em vime aqui realizada,

Freguesia de Bolho e Sepins unidas.

Terra de barro para vinhos orientada

Serrações e fábricas de mobiliário reduzidas.

 

Cordinhã, não deixa escapar suas festas e romarias

No tempo, na rede ferroviária era o roteiro,

Agricultura e vinicultura são as vias,

Na barriga, chanfana com grelos e bacalhau à lagareiro.

 

Com uma estabilidade de residentes,

Murtede tem na actividade industrial expressão,

Oficinas de automóveis e fábricas destes componentes,

E breve destaque para a construção.

 

Pelo vinho, rendas e bordados conhecida,

Em Ourentã estes são relevantes na região.

Quem passa, por sua paisagem é vestida,

Indústria de pirotecnia se faz revelação!

 

A agricultura é dominante,

O movimento de juventude acolhedor.

A Arte Equestre é predominante,

São Caetano, as couves são o seu louvor!

 

Tremoço, um petisco muito popular,

A Cadima se faz referência,

Praia Fluvial do lazer ao desfrutar

De nascentes naturais apontam à existência.

 

Na História, Leprosaria se fez essencial.

Na Gastronomia, batata na areia para assar.

Na praia, Palheiros e Arte Xávega Tradicional.

Tocha, freguesia da beira- mar.

 

Caraterizada por terras e pinhais

Predomina a agricultura e produção leiteira.

Esquecer os costumes e tradições, jamais!

Assim se designa Freguesia da Sanguinheira.

 

E a história começa com, era uma vez!

Transmitida de geração em geração,

Erguida pelo nobre Cavaleiro Marquês,

Cantanhede vai do mar ao saber da tradição!

 

Poema da autora Tânia Santos (retirado do livro “Com os Pés Descalços, Lancei as Sementes”, lançado em  16 de Setembro de 2017)