Pedro Cardoso eleito presidente da Comissão Política da Concelhia de Cantanhede do Partido Social-democrata

Pedro Cardoso é o novo presidente da Comissão Política da Concelhia de Cantanhede do PSD. O actual vice-presidente da autarquia cantanhedense foi eleito no passado sábado, 3 de Março, encabeçando a única lista concorrente à eleição das novas estruturas dirigentes locais do partido.

Eleita com 88% dos votos, a nova comissão política liderada por Pedro Cardoso terá João Moura como vice-presidente e integra ainda a presidente da Câmara Municipal, Helena Teodósio, e o vereador Adérito Machado, além de Luís Pedro Castro e Sara Maria Gomes Brado, que assumem os cargos de tesoureiro e secretária, respectivamente, como mais novos elementos. José Maria Maia Gomes mantém-se como presidente da Assembleia de Secção, tendo como secretários Levy Marques dos Santos e José Luís Malva.

A nova Comissão Política de Cantanhede do PSD, segundo o seu novo presidente, propõe-se “servir o concelho e os nossos concidadãos, que são a nossa principal causa, no entendimento de que a vitalidade do PPD/PSD é essencial para levar mais longe o processo de desenvolvimento que o Município tem protagonizado, mas também com a consciência de que há desafios cada vez mais exigentes a que o partido tem que saber dar resposta, em benefício dos munícipes e das instituições”.

Pedro Cardoso adianta que a sua equipa “preconiza uma acção política centrada na mobilização dos militantes e simpatizantes para o exercício de uma cidadania ativa, estimulando o seu envolvimento efectivo na vida partidária, fomentando o debate de ideias e a participação nos processos de decisão, apoiando politica e tecnicamente os nossos autarcas, aproximando o partido das forças vivas locais e acentuando o quadro de referências que estão na base da adesão dos cidadãos aos valores e às grandes causas do PPD/PSD”.

Para Pedro Cardoso, “a política só faz sentido quando está ao serviço das pessoas e fazer política significa ser fiel a valores e princípios, desde logo um compromisso com a verdade, com a promoção da dignidade humana, tendo como horizonte o bem comum, a justiça social, solidariedade para com os mais desprotegidos e os mais vulneráveis, a defesa da vida em todas as suas fases, entre outros, e claro, um compromisso com o futuro.”

Outro dos objectivos passa “pela otimização do clima de confiança de que o PSD desfruta na sua ampla base social de apoio e pelo aumento do número de filiados através de uma agenda voltada para a reflexão e análise das grandes questões que interessam ao Concelho e ao País. Comprometemo-nos a construir uma ampla plataforma de debate permanente que faculte aos militantes e aos munícipes em geral oportunidades para expressarem livremente as suas opiniões e pontos de vista e permita que auscultar regularmente as instituições e os agentes económicos e sociais sobre o modo como o poder político deve responder às suas necessidades e anseios”, sublinha.

“Uma das apostas será trazer para o primeiro plano pessoas que têm intervenção na sociedade e são relevantes nas suas profissões, que não pretendem envolvimento partidário, mas que que podem dar um contributo válido para a vida política. Aproximar a política dos cidadãos e fomentar a participação cívica, incluindo a participação cívica e política dos jovens”.

Na mensagem que dirigiu aos militantes depois de ter sido eleito, Pedro Cardoso expressa o seu “obrigado a todos, pela participação pela confiança, e pelo apoio” lembrando que “as eleições foram muito participadas, o que é um bom indicador do interesse dos militantes, numa manifestação inequívoca de apoio que constitui um enorme estímulo para desenvolvermos o trabalho a que nos propusemos”, conclui. A data da tomada de posse dos novos órgãos dirigentes da Secção de Cantanhede do PSD será anunciada oportunamente.