Participação do fundo Vallis no grupo Catarino recomprada pela família

O Vallis Construction Sector Consolidation Fund, constituído para a recuperação de empresas do sector da construção, anunciou esta terça-feira (6 de Março) que foi estabelecido um acordo de alienação da sua participação de 75% no Grupo Catarino, em Febres, aos irmãos Vitor Catarino e Jorge Catarino, que com este acordo passam a deter a totalidade do capital social da empresa.

A alienação desta participação “dá uma oportunidade à família Catarino de continuar o ciclo de crescimento de volume de negócios e de carteira de obras iniciado em 2017, onde foi possível estabilizar as operações após a aprovação do PER em 2016, bem como retomar a confiança dos clientes e parceiros do Grupo Catarino”, afirma o fundo numa nota de imprensa, sem, no entanto, divulgar os valores do negócio.

De acordo com o Jornal de Negócios, o fundo, que chegou a agregar várias empresas do sector da construção civil e obras públicas, como Edifer, MonteAdriano, Hagen e Eusébios, entre outras, incluiu, em 2016, o grupo Catarino no seu portefólio.
As diferentes construtoras foram reunidas no Grupo Elevo, o qual foi adquirido no ano passado por 90 milhões de euros pela Nacala Holdings, liderada por Gilberto Rodrigues, antigo responsável da Mota-Engil África.

O Vallis Construction Sector Consolidation Fund salienta na mesma nota que “após ter alienado a totalidade dos seus activos, conclui assim um ciclo de intervenção na reestruturação de construtoras em graves dificuldades financeiras e operacionais, a que se propôs, e no qual deu o seu contributo ao nível da gestão na execução de processos de consolidação empresarial, adaptação estratégica e eficiência operacional”.