Orquestra Clássica do Centro lança prémio Francisco Martins

A associação Orquestra Clássica do Centro, com o apoio da Livraria Almedina, criou o Prémio Francisco Martins, lançado em Outubro de 2016.

“Perpetuar a obra e o nome de Francisco Martins é uma forma de respeitar a música e dignificar a nossa cultura”, refere Emília Cabral Martins, Presidente da direcção da associação Orquestra Clássica do Centro.

O prémio atribui anualmente o montante de mil euros à composição vencedora. O objectivo é perpetuar o nome do intérprete e compositor Francisco Martins assim como promover  valores musicais na área da composição, com a preocupação de  incentivar e dar a conhecer novas obras que enriqueçam o património bibliográfico musical.

Além do valor pecuniário atribuído (mil euros) far-se-á a promoção das obras que forem premiadas através da sua apresentação pela OCC e a sua publicação pela editora AVA. Do júri fazem parte  Luís Tinoco, Sérgio Azevedo e o Maestro titular da OCC José Eduardo Gomes.

O Prémio tem ainda o apoio da ASCENDUM e da Antena 2.

No próximo dia 1 de Dezembro, o OCC apresenta o regulamento do concurso  para a 1.ª Edição a realizar em 2017, num dia em que homenageamos um compositor natural de Coimbra: Sérgio Azevedo.

Simbolicamente ser-lhe-á entregue o 1.º Prémio / 2016, significando com este acto, um ano zero neste concurso. Sérgio Azevedo é o exemplo de um compositor português reconhecido, querendo esta entrega significar o reconhecimento bem como o incentivo para jovens  compositores. Além da apresentação do regulamento e prazos deste concurso será realizado  um concerto em sua homenagem pela Orquestra Clássica do Centro  sob a direção de José Eduardo Gomes.

No ano em que a OCC celebra o seu 15.º aniversário junta, neste dia, também alguns dos seus “amigos” e entidades apoiantes  com quem tem protocolos celebrados. Por essa razão o evento terá lugar no auditório do ISCAC e tem  o apoio da Bluepharma e da ASCENDUM.