Organização Florestal Atlantis promove acção de formação sobre “Podas e Desbastes Florestais”

“Podas e Desbastes Florestais” é o tema da acção de formação que vai decorrer na Praça Marquês de Marialva, no próximo dia 12 de Novembro, das 9h30 às 18h00.

Promovida pela Organização Florestal Atlantis (OFA) – Associação de Desenvolvimento Florestal, a iniciativa é dirigida aos proprietários florestais da região, que para participarem têm obrigatoriamente que se inscrever previamente através junto da entidade promotora (tlm: 926141000 ou email: geral@ofatlantis.org). No final serão entregues aos intervenientes os respectivos certificados de formação.

Este curso surge na sequência de outro também promovida pela OFA sobre “Enxertia de Pinheiro Manso”, durante a qual foi detectada a carência da generalidade dos produtores relativamente a conhecimentos técnicos específicos em algumas áreas da gestão florestal.

É precisamente esse diagnóstico que está na origem da formação sobre “Podas e Desbastes Florestais, tanto mais que a região apresenta um considerável potencial para a produção de espécies destinadas à serração, além de que, a correcta condução dos povoamentos desde a sua origem, nomeadamente através da realização de podas e desbastes, favorece a valorização da madeira.

Com coordenação pedagógica da Fly-Form, entidade com ampla experiência no sector da formação, este curso de formação será orientado por Francisco Caetano, engenheiro de recursos florestais especializado na área da silvicultura e arboricultura florestal, nomeadamente em podas e desbastes, tendo já ministrado mais de 100 cursos nesta área.

A OFA – Organização Florestal Atlantis é uma associação de desenvolvimento florestal, sem fins lucrativos, com intervenção nos concelhos de Anadia, Cantanhede, Mealhada, Mira, Montemor-o-Velho, Oliveira do Bairro e Vagos. A acção da OFA é transversal a toda a fileira e visa apoiar, representar e integrar todos os intervenientes da floresta, desde o proprietário privado até à Industria, passando pelos centros de conhecimento e investigação e pelas entidades públicas com acção no domínio florestal.