Núcleo de Cantanhede da Liga dos Combatentes celebrou 3.º aniversário

No passado dia 11 de Junho teve lugar junto ao monumento em honra dos Combatentes da Guerra de Ultramar, no lugar de Covões, a cerimónia do 1.º Aniversário do monumento e o 3.º Aniversário do Núcleo de Cantanhede da Liga dos Combatentes.

A cerimónia, que foi iniciativa do Núcleo de Cantanhede, visou enaltecer e contribuir para a continuação, manutenção e o fortalecimento do espírito de corpo que deve existir entre todos os combatentes e a população a que pertencem.

De acordo com a direcção do núcleo, “foi um momento de grande solenidade, assinalado por todos os que não querem deixar cair no esquecimento aqueles que se debateram na defesa da Pátria. A cerimónia integrou dois momentos cujo significado foi de elevado sentido patriótico, designadamente, a homenagem aos Combatentes que tombaram ao serviço da nação e a condecoração de Combatentes que defenderam a Pátria na Guerra do Ultramar”.

Presidida pelo presidente da Câmara Municipal de Cantanhede, João Moura, o evento contou com a presença do Presidente da Direcção Central da Liga dos Combatentes, Tenente General Joaquim Chito Rodrigues, da vice-presidente da Câmara Municipal de Cantanhede, Helena Teodósio, do presidente da Assembleia do Núcleo de Cantanhede Major General Idílio Freire, do presidente da União de Freguesias Covões e Camarneira, Asdrúbal Torres, da vereadora Célia Simões, do presidente do Núcleo de Coimbra da Liga dos Combatentes Tenente Coronel João Paulino, do presidente do Núcleo da Liga dos Combatentes de WINNIPEG – Canadá Pedro Correia, do representante do Comandante do Regimento de infantaria n.º10 de São Jacinto Major pára-quedista Rui Santos, do presidente do Núcleo de Cantanhede da Liga dos Combatentes Sargento-chefe Mário Cavadas, entre outras entidades civis, militares e religiosas.

No segundo momento da cerimónia, foi descerrada uma Placa no Monumento aos Combatentes da Guerra do Ultramar, onde se encontra a inscrição de Manuel dos Santos Barraca 1Gr FZE Guiné 20-01-64 e Mário Jesus dos Santos, Sold. Angola 06-08-68, que tombaram no Campo de Batalha ao serviço da Pátria.

Seguiu-se uma homenagem a todos os combatentes já falecidos, com a deposição de uma coroa de flores e o toque de “silêncio”, após o qual foi feita uma prece pelo Padre Henrique Maçarico durante a qual, em profundo recolhimento, recordou com orgulho e saudade aqueles que “por obras valorosas se libertaram da lei da morte”.

As Honras militares estiveram a cargo de uma secção de militares do RI 10 de São Jacinto. Usaram da palavra o presidente do Núcleo, o presidente da União de Freguesias Covões e Camarneira, o presidente da Direção Central da Liga dos Combatentes e o presidente da Câmara Municipal. Após as alocuções, e ainda no mesmo local, foram agraciados com medalhas comemorativas das Forças Armadas oito ex-militares, Combatentes do Ultramar, que serviram nos teatros de operações Angola, Moçambique e Guiné. Estas medalhas destinam-se a assinalar épocas ou factos de realce na vida dos militares, ocorridos em serviço de campanha ou durante o desempenho de comissões de serviços especiais.

A cerimónia encerrou com todos os presentes a entoarem o hino da Liga dos Combatentes.

As comemorações do 3.º Aniversário do Núcleo de Cantanhede prosseguiram com um convívio no largo de Santo António, em parceria com a PRODECO, e onde não faltaram os petiscos, como sopa, porco no espeto, sobremesas variadas, e animação musical a cargo da Orquestra ”OPUS 21”. Houve ainda tempo para uma demonstração de Zumba e para a apresentações das marchas populares – infantil e sénior – da Prodeco, que fizeram as delícias das cerca de 500 pessoas presentes.