Negalho da Bairrada é protagonista em Enxofães

A partir de hoje (sexta-feira, 21) e até domingo, 23 de Outubro, o Negalho da Bairrada volta a ser a estrela do Festival de Enxofães. Organizado pela ACRE (Associação Cultural e Recreativa de Enxofães), o Festival do Negalho regressa para a sua VIII edição e promete bons petiscos, música e muita animação.

Assim, para hoje (dia 21),está marcada para as 19h00 a abertura oficial do certame e do salão gastronómico. Pelas 22h30, actuam os fadistas Yola Dinis e Maurício Cordeiro, aos quais se segue o samba da Dance Tijuca Dance. A fechar a noite de festa vai estar a Banda Baixaria (Tributo a Mamonas Assassinas) e o Dj. Peter M.14741698_1279171288781466_169124842_n

No sábado, a abertura do salão gastronómico acontece pelas 19h00. Depois é a vez da banda Não Faço Ideia animar Enxofães, antecedendo o concerto da banda de rock Sede Bandida.

Domingo, e último dia deste certame, as refeições são servidas a partir da hora de almoço. A festa continua da parte da tarde com a actuação da prata da casa, o Grupo de Cantares de Enxofães.

De acordo com Paulo Peça, da ACRE “podemos avaliar, pela quantidade de participantes nas edições anteriores, que temos vindo a crescer de ano para ano. A esperança é que esta tendência se mantenha ao longo das futuras edições. Temos a vontade de continuar a crescer”.

Para além de negalhos, quem passar pelo Festival pode contar ainda “com um bom cartaz, repleto de bons artistas e que tornam este evento num espaço de convívio  muito interessante”.

O festival, como o próprio nome indica, é assumidamente para os fãs de negalhos. “Servimos apenas negalhos! Este festival, que já vai na VIII edição, mantém essa característica muito peculiar. Só no domingo é que teremos ao almoço cozido à portuguesa… mas sempre com o respectivo negalho cozido”, assevera Paulo Peça ao AuriNegra, acrescentando que na edição de 2015 foram preparados e servidos, por elementos da associação e voluntários, entre 2500 a 3000 negalhos.

Mas afinal o que tem de especial o negalho de Enxofães? “Este negalho é caracterizado por um recheio que leva uma mistura das carnes de caprino, bovino e suíno bem como o chouriço devidamente temperado com salsa, cebola, pimentão, hortelã, sal e azeite. Depois de ser devidamente envolvido e devidamente acondicionado no bucho da cabra, é cosido com linha e vai depois ao forno em caçoilas de barro com vinho e os restantes temperos”, explica-nos Paulo Peça, deixando água na boca mas também um convite: “Apareçam no Festival do Negalho em Enxofães, não se vão arrepender”.

Autora: Carolina Leitão