Município de Vagos investe 2,7 milhões de euros na reabilitação da vila

A Autoridade de Gestão Centro 2020 deu parecer positivo à candidatura do Plano de Acção de Regeneração Urbana de Vagos, submetida ao Portugal 2020 pelo Município de Vagos em Junho passado.

O Plano de Acção de Regeneração Urbana de Vagos (PARU) esteve exposto a discussão pública no passado mês de Junho, e foi aprovado pela Assembleia Municipal de Vagos a 14 de Outubro de 2016.

A aprovação da candidatura do Plano de Acção de Regeneração Urbana de Vagos (PARU) permite ao Município contratualizar, com o Programa Operacional Regional do Centro, o financiamento das acções prioritárias de intervenção para a Reabilitação da Vila de Vagos que, numa 1.ª fase, totaliza 1.808.551,04€ de financiamento FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, que representam 85% do investimento elegível de 2.127.707,00€, para um investimento total de 2.730.000,00€. Neste processo caberá ao Município de Vagos suportar um investimento de 921.449,04€.

Nesta 1.ª fase, estão definidas e assumidas as seguintes acções:

  1. Requalificação do Espaço Público adjacente à Avenida Dr. Lúcio Vidal – Fase 1: Demolição do Antigo Centro de Saúde e Requalificação do Respetivo Espaço – 180.000,00€;
  2. Reabilitação do Palacete Visconde de Valdemouro – 2.150.000,00€
  3. Requalificação do Espaço Público adjacente à Avenida Doutor Lúcio Vidal – Fase 2: Requalificação do Espaço Público em Articulação com a Praça do Município – 400.000,00€.

Fica ainda o compromisso pela Autoridade de Gestão do Programa Operacional Regional do Centro de, em 2019, aquando da avaliação intercalar da execução destas candidaturas, avaliar a possibilidade de rever o financiamento atribuído, no sentido de poder vir a ser cofinanciada a 2.ª fase do PARU, nomeadamente a Requalificação da Praça do Município (1.215.000,00€).