Município de Cantanhede promoveu hastear da Bandeira Verde Eco-Escolas

O Município de Cantanhede, em parceria com o Agrupamento de Escolas Lima-de-Faria, procedeu hoje ao hastear da Bandeira Verde Eco-Escolas na EB/JI de Febres, num gesto simbólico que se estenderá em todas as escolas do Agrupamento.

Marcaram presença na iniciativa, para além do vice-presidente da Câmara Municipal, Pedro Cardoso, o diretor do Agrupamento de Escolas Lima-de-Faria, José Soares, o diretor adjunto, Pedro Chorosa, a docente-coordenadora, Graça Chorosa, alunos, professores, educadores, técnicos auxiliares, bem como de representantes das respetivas juntas de freguesia, direção dos agrupamentos de escolas e associações de pais.

O vice-presidente da edilidade cantanhedense, Pedro Cardoso, enalteceu “os resultados alcançados, representando um extraordinário trabalho dos alunos, professores, educadores e pessoal não docente”, destacando ainda “o trabalho em torno de uma consciência ecológica, preservação do ambiente e a sustentabilidade dos recursos”. O autarca salientou ainda “a necessidade de um espírito de perseverança para dar continuidade ao excelente trabalho até agora realizado”.

Pedro Cardoso procedeu ainda à entrega dos diplomas às professoras coordenadoras do programa Eco-Escolas, Maria Fátima Miraldo e Maria Teresa Pimentel, bem como o diploma de Eco-Escola docente-coordenadora, Graça Chorosa.

De referir que, no passado dia 4 de outubro, o concelho destacou-se pelo elevado número de instituições de diversos níveis escolares galardoadas em função dos projetos de educação ambiental que desenvolveram, com destaque para a EB de Balsas, EB/JI de Febres, EB de Covões, EB de Corticeiro de Cima, JI de Corticeiro de Cima, EB/JI de Vilamar, EB/JI de S. Caetano, EB 2,3 Carlos de Oliveira, em Febres (Agrupamento de Escolas Lima de Faria ), a EB/JI da Tocha, a EB2,3 João Garcia Bacelar, na Tocha, a EB1 de Sanguinheira e a EB1 de Gesteira (Agrupamento de Escolas Gândara-Mar) e EB de Cantanhede-Sul (Agrupamento de Escolas Marquês de Marialva), bem como alguns estabelecimentos de ensino não agrupados, designadamente a Escola Técnico Profissional de Cantanhede e a PRODECO – Centro Social de Covões.

No que concerne ao ano letivo 2018/2019, o Município de Cantanhede continua a apoiar as Eco-Escolas, estando já a decorrer atividades nesse âmbito, bem como as respetivas auditorias ambientais.