Município de Cantanhede promove sustentabilidade ambiental

O Município de Cantanhede foi distinguido em 2016, pelo nono ano consecutivo, com a Bandeira ECO XXI, galardão atribuído pela Associação Bandeira Azul da Europa (FeePortugal-ABAE) para premiar a adopção de boas práticas que revertem no reforço dos factores de sustentabilidade ambiental a nível local.

Para analisar a classificação obtida nos vários parâmetros de avaliação a que foi sujeita a candidatura e definir as orientações do dossier a apresentar no próximo ano, o executivo camarário reuniu com os técnicos dos serviços camarários e da INOVA-EM que coordenam as actividades neste âmbito.

Sobre o ano que agora termina, é de salientar a pontuação alcançada em alguns indicadores relevantes a dois níveis: por um lado os que têm a ver com o investimento realizado na valorização dos factores que concorrem para a sustentabilidade ambiental; por outro, os relacionados com o reforço dos mecanismos que induzem as boas práticas neste domínio.

Relativamente ao primeiro caso, foram valorizados aspectos como a percentagem de população servida por abastecimento de água de qualidade, a recolha e reciclagem de resíduos sólidos urbanos, o ordenamento do território, a beneficiação do espaço urbano, entre outros.

No que concerne às iniciativas conducentes à mobilização dos munícipes para a adopção de comportamentos e atitudes consentâneos com a preservação do ambiente e a protecção da natureza a candidatura do Município de Cantanhede viu reconhecido o trabalho desenvolvido no domínio da educação ambiental, com destaque para as actividades desencadeadas no âmbito do programa Eco-Escolas, também promovido pela Associação Bandeira Azul da Europa (FeePortugal-ABAE).

Em função destas conclusões, o balanço de 2016 é considerado “extremamente positivo, pois traduz a consolidação de uma tendência que tem vindo a acentuar-se desde que o Município de Cantanhede participa no programa Bandeira ECO XXI”. Partindo desta apreciação, o presidente da Câmara Municipal enaltece “o trabalho desenvolvido pela autarquia no setor do ambiente, em particular pela INOVA-EM, no sentido de promover a qualidade ambiental e reforçar a sua sustentabilidade no concelho. Há estudos a mostrar que o Município de Cantanhede está muito bem colocado a esse nível e isso deve-se à estratégia que a empresa municipal tem seguido e continua a seguir ”.

João Moura sublinha a ainda “o valor pedagógico e a importância social das actividades de sensibilização ambiental desencadeadas pelos serviços da Câmara Municipal e da INOVA-EM em articulação com as escolas. Este é um processo muito dinâmico, com o envolvimento activo das comunidades escolares, pelo que continuará a ser uma aposta para o futuro, se possível ainda com mais acções e iniciativas”.