Município de Cantanhede é confrade do Bolo de Ançã

O Município de Cantanhede foi entronizado membro da Confraria do Bolo de Ançã, no decurso do XI Capítulo desta entidade constituída para defender e preservar esta especialidade da doçaria regional. O programa começou ao som da Phylarmónica Ançanenese na receção de boas vindas aos representantes de 31 confrarias de todo o país, na Quinta da Sobreira Quinhentista, onde foi servido um pequeno-almoço com iguarias tradicionais.
Depois foi o desfile pelas ruas da vila até à na sede da Phylarmónica Ançanenese, com o presidente da Câmara Municipal a representar a instituição no ritual de iniciação que assinala a atribuição do estatuto de confrade. Conforme referiu na ocasião o grão-mestre da Confraria do Bolo de Ançã, Francisco Sá Neves, “trata-se de uma boa forma de reconhecer o mérito e os bons serviços prestados Município de Cantanhede à Freguesia de Ançã em vários domínios”.
Por seu lado, o líder do executivo camarário cantanhedense agradeceu “a entronização da edilidade, o que, naturalmente, vem acentuar o seu envolvimento nessa causa comum que é a defesa do bolo de Ançã. Como tudo o que é bom e genuíno no universo da gastronomia, este é um produto que resistiu à passagem do tempo porque houve quem conseguiu manter bem vivo o carácter distintivo que o tornou tão apreciado, muito particularmente as boleiras, verdadeiras guardiãs de um antigo e valioso saber fazer transmitido de geração em geração”.
Para João Moura, “o bolo de Ançã é um património coletivo que não pode deixar de ser também fator de união entre todos os que estão empenhados na preservação e valorização daquilo que pertence à comunidade”. E a este respeito, o autarca destacou “o papel dos agentes locais nesse processo, com destaque para a Avança na organização da Feira do Bolo de Ançã e em outras ações, um meritório trabalho que tem contribuído decisivamente para a grande projeção alcançada por este produto tão típico e genuíno”.
No final da sessão, realizou-se o tradicional desfile pelas ruas de Ançã e uma visita à sede do Teatro Novo Rumo, após o que os representantes das confrarias e outros convidados regressaram à Quinta da Sobreira Quinhentista para um almoço convívio em que, além do bolo de Ançã, houve oportunidade para apreciar vários petiscos tradicionais da região.