Mulher e Mãe celebrou 100 anos

No dia 8 de Março, celebrou-se por todo o Mundo o Dia Internacional da Mulher. Isso aconteceu também no lar de idosos da Comissão de Melhoramentos de Vilamar. No entanto, a somar à efeméride, que tem como intuito homenagear o sexo feminino e a luta pelo direito à igualdade, esta instituição celebrou ainda outra data muito especial: o 100.º aniversário da utente Maria da Conceição Torres.

O dia foi de festa para a centenária mas também para os familiares e amigos que não quiseram perder a oportunidade de acarinharem a idosa nesta data duplamente especial. Depois de um almoço na Quinta da Lagoa, em Mira, a festa continuou no lar de Vilamar, com direito a muitas flores, dois bolos de aniversário e um miminho especial para a aniversariante e para as restantes utentes da instituição.

Nascida a 8 de Março de 1916 em Labrengos (Covões), Conceição Torres dedicou-se desde cedo à agricultura e à vida doméstica, cuidando dos seus cinco filhos e da casa que partilhava com o marido, que passava vários dias fora em trabalho como cabo dos cantoneiros da Junta Autónoma de Estradas.

Na Comissão de Melhoramentos de Vilamar desde 2004, a idosa é conhecida por todos pela sua simpatia e boa disposição. Na verdade, é fácil encantarmo-nos pelo olhar tranquilo e sorriso sereno da senhora Conceição, que aos 100 anos ainda mantém a lucidez.

Visivelmente emocionada com a surpresa, a centenária disse ao AuriNegra que não esperava “uma festa tão grande a bonita”. Quando ao segredo para a sua longevidade, a idosa é categórica: “O segredo é rezar muito a Deus Nosso Senhor. Gostava de continuar a trabalhar mas como não posso, rezo… Agora também tenho mais ‘vagar’ para isso”.

No entanto, informa-nos: “Olhe que não sou assim tão velha. Há por aí pessoas com mais idade. No outro dia ouvi falar de uma, não sei de onde era, que tinha 109 anos”.

Embora todas as semanas tenha a visita de familiares, este foi um momento especial, uma vez que vieram todos os filhos assim como alguns dos nove netos.

“Tenho uns filhos muito amigos e rezo também muito por eles”, refere a centenária devota, sob o olhar orgulhoso dos primogénitos Dulce, Lurdes, Mário e Aurelina.

A viver na Austrália há mais de quatro décadas, Dulce Neves veio propositadamente a Portugal para estar com a mãe neste dia de festa. “Não podia faltar. São 100 anos, é algo de louvar”, refere, acrescentando que Conceição Torres “sempre foi uma mãe muito boa e amiga. Uma pessoa muito aberta”.

Também emigrado há várias décadas, mas em França, Mário Neves concorda com a irmã: “Foi e é uma grande mãe. Uma mulher de pulso firme e muito rigorosa”.

“Apesar de estar longe desde os meus 15 anos, sempre que venho a Portugal aproveito para a visitar e passar tempo com ela”, acrescenta.

Mais próximas geograficamente estão as filhas Lurdes e Aurelina que várias vezes por semana viajam de Porto Covões a Vilamar para dar um miminho e uma palavra à mãe. “Ela gosta de nos ver e agradece muito”, começa por nos dizer Lurdes Neves, afirmando sentir-se “uma privilegiada por ter a oportunidade de festejar os 100 anos da minha mãe”.

Já Aurelina Neves, a mais velha dos filhos, só espera chegar à idade da mãe, “com a saúde e a ‘genica’ que ela tem”, refere. “Sou muito parecida com ela… Faladora, divertida e ‘gaiteira’ ”, frisa, enxugando as lágrimas de felicidade e comoção.

Convidados especiais e presentes para as Mulheres

Antes do corte dos dois bolos de aniversário – um oferecido pela família e outro pela Comissão de Melhoramentos – e de se cantar o “Parabéns a você”, houve ainda tempo para algumas palavras.

“Não podíamos deixar de agradecer todo o carinho e afecto que a minha mãe tem recebido ao longo de todos estes anos que aqui vive. Aqui sabemos que ela é bem tratada e sempre acompanhada”, afirmou Mário Neves, em nome de todos os familiares de Conceição Torres.

Já Fátima Soares, presidente da Comissão de Melhoramentos de Vilamar, mostrou-se satisfeita “por termos a oportunidade de, neste dia tão especial, nos juntarmos à família da Dona Conceição para celebrar os seus 100 anos”.

“A nossa missão é dar amor, conforto e qualidade de vida a todos os nossos utentes”, acrescentou, aproveitando a ocasião para agradecer a presença da vice-presidente da Câmara Municipal de Cantanhede, Helena Teodósio, e dos membros do executivo da Junta da União das Freguesias de Vilamar e Corticeiro de Cima, Egídio Patrão, Manuel Silva e Licínio Patarra.

No final dos discursos, e no âmbito das comemorações do Dia Internacional da Mulher, foi a vez de as crianças da creche da Comissão de Melhoramentos de Vilamar se juntarem à festa, oferecendo a Conceição Torres e a cada uma das restantes utentes um vaso com uma flor.