Mira recebe Nacional de Corta Mato

O município de Mira vai apostar, durante o ano de 2017, que agora arranca, na realização de grandes eventos que têm como objectivo dinamizar a economia local e de promover o nome do concelho.

Um desses eventos acontece já em Março, com o Campeonato Nacional de Corta Mato.

De acordo com o Presidente da Câmara Municipal de Mira, Raul Almeida, citado pela agência Lusa, “o sucesso da festa de passagem de ano, que trouxe à Praia de Mira mais de 35 mil pessoas que esgotaram hotéis, restaurantes, casas particulares e fizeram milhares de euros de despesa nos espaços comerciais do concelho, é um bom exemplo de como um evento pode dinamizar a economia local”.

Para o autarca, este tipo de eventos são essenciais para combater a sazonalidade do turismo em Mira, que até aqui vivia sobretudo dos meses de verão. “No ano que terminou tivemos picos de grande afluência de pessoas a Mira, de que beneficiaram também os concelhos vizinhos. As festas de passagem de ano, a Semana dos Enfermeiros, as festas de São Tomé, algumas provas desportivas e as celebrações dos 30 anos da Bandeira Azul atraíram muita gente e ‘mexeram’ com o concelho”, garante Raul Almeida.

Mantendo esta linha, Mira vai acolher já em Março o Campeonato Nacional de Corta Mato, que decorrerá na Pista de Corta Mato aberta na mata que rodeia a Praia de Mira. Resultante de um investimento de 60 mil euros, feito em 2014, a pista tem-se revelado uma peça vital para atrair ao concelho alguns dos melhores especialistas nacionais e estrangeiros.

Prova disso foi a escolha de Mira, em 2016, para a realização dos estágios das equipas seniores (masculina e feminina) da secção de Atletismo do Sport Lisboa e Benfica e do Sporting Clube de Portugal, de vários atletas estrangeiros, e ainda das seleções nacionais da modalidade que representaram Portugal nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Também a seleção russa de tiro com arma estagiou durante um longo período em Mira, realizando um estágio no Campo Municipal de Tiro, outro grande investimento (um milhão de euros), gerido pela Associação de Municípios de Mira.