“Marquês de Marialva Baga Reserva” Embaixador do Solar da Baga

O vinho tinto MARQUÊS DE MARIALVA Baga Reserva, apresentado pela primeira vez ao mercado com a colheita de 1995, cedo se afirmou como um ícone do portefólio da Adega de Cantanhede, ao conquistar, com essa colheita de estreia, uma Medalha de Ouro no prestigiado concurso Challenge International du Vin (França), sendo o primeiro vinho monovarietal Português a conquistar o Ouro num concurso internacional, abrindo as portas à afirmação internacional das castas autóctones Portuguesas.

Desde então, as sucessivas colheitas deste vinho, produzido apenas nos anos de qualidade superior, têm permitido construir e enriquecer o seu Curriculum com inúmeras distinções nos mais renomeados concursos nacionais e internacionais, contando hoje com dezenas de distinções.

No ano em que Cantanhede – Terroir reconhecido como o Solar da Baga – acolheu o Congresso “BAGA – a Casta, o Vinho, a Região”, a Adega de Cantanhede congratula-se de poder anunciar que “2018 testemunhou um assinalável reforço da notoriedade nacional e internacional deste vinho, com a sua colheita de 2014 a ser laureada, entre outras, com 9 Medalhas de Ouro, ao que acrescem a atribuição de 93/100 Pontos por Andreas Larsson, eleito Melhor Sommelier Mundial em 2017”.

Acresce a este “reconhecimento da sua qualidade, um sustentado aumento de vendas, em que o mercado internacional tem um peso de 50%, traduzido em largas dezenas de milhares de garrafas, reforçando assim o seu papel enquanto embaixador da casta, da região e do Terroir de Cantanhede, além-fronteiras”.