Luso vence prémio nacional eco-freguesias

A freguesia do Luso foi distinguida na passada sexta-feira, 24 de Março, com o primeiro Prémio Nacional Eco-freguesias, um galardão que reconhece as melhores práticas de sustentabilidade local nas vertentes social, económica e ambiental. A União de freguesias da Mealhada, Ventosa do Bairro e Antes ficou em quarto lugar e recebeu a Bandeira Eco- Freguesia XXI.

Das 48 candidaturas apresentadas, a da Freguesia do Luso foi a melhor classificada a nível nacional. O júri avaliou dez indicadores de sustentabilidade local – Educação para a sustentabilidade, Gestão ambiental: energia, água e resíduos, Mobilidade e transportes, Espaços públicos, Biodiversidade e espaços verdes, Informação e participação pública, Serviços de proximidade, Animação Sociocultural, Promoção do desenvolvimento e Visão do desenvolvimento – e concluiu que o Luso é a freguesia do país que mais respeita os princípios de “desenvolvimento sustentável e de inclusão e justiça social, economicamente próspera e socialmente dinâmica”.

“Ser Eco-freguesia é ter condições favoráveis de empregabilidade, acessibilidades e ampla e qualificada oferta de serviços e equipamentos. É ser proactiva, participativa e informada e dar o exemplo incentivando, de forma sistemática, a adopção de práticas de sustentabilidade local, num lógica de responsabilidade partilhada e assente nas metas e objectivos específicos da Agenda 2030”, refere a Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE).

A candidatura do Luso, que nasceu do desafio da Câmara Municipal da Mealhada às juntas de freguesia com características enquadráveis no projeto da ABAE, foi uma das poucas a apresentar candidatura de várias famílias que, pelas práticas que adoptam nas suas casas, foram distinguidas como Eco-Famílias.

Rui Marqueiro, presidente da Câmara da Mealhada, sublinha a importância desta distinção na estratégia económico-social, cultural e turística que o Executivo tem delineado para o concelho. “É mais um dado, mais um indicador de que estamos no caminho certo quando trabalhamos de forma integrada todos estes setores – desde a promoção da gastronomia às termas, passando pela candidatura da Mata Nacional do Bussaco a Património da UNESCO – que se influenciam com repercussões ao nível da qualidade de vida dos munícipes”.

José Calhoa, vereador do Ambiente, parabenizou a população da freguesia de Luso e da União de Freguesias de Mealhada, Ventosa do Bairro e Antes, os Executivos das respectivas juntas e a equipa de técnicos municipais que apoiaram as candidaturas. “Depois do sucesso da Bandeira ECOXXI e do Eco-Escolas, em que o concelho atingiu, este ano, as mais altas pontuações de sempre, ter duas freguesias e famílias galardoadas é, como se diz na gíria, a cereja no topo do bolo. Espero que este prémio estimule todos os habitantes do concelho a seguirem boas práticas ambientais com vista à sustentabilidade do planeta”.

Guilherme Duarte, vice-presidente da Câmara Municipal da Mealhada, também presente na cerimónia de entrega do prémio, sublinhou que este é “gratificante e espelha o investimento que a Câmara tem feito a nível da educação ambiental e utilização dos recursos junto das crianças, ainda em idade pré-escolar”. O prémio atribuído ao Luso tem o valor de 3500 euros.