Liga dos Combatentes assinala Centenário da I Grande Guerra

O Núcleo de Cantanhede da Liga dos Combatentes, em parceria com Município de Cantanhede e a União de Freguesias de Cantanhede e Pocariça, comemorou, no passado dia 27 de Outubro, o Centenário da I Grande Guerra. A iniciativa incluiu também uma homenagem aos combatentes da Guerra do Ultramar desta união de freguesias.

As cerimónias iniciaram com a homenagem aos mortos, junto do Monumento aos Combatentes do Ultramar, em Cantanhede, com a deposição de duas coroas de flores pela Presidente do Município, Helena Teodósio, e pelo Major General Idílio Freire, Presidente de Assembleia do Núcleo de Cantanhede. No momento participaram ainda a Presidente da União de Freguesias de Cantanhede e Pocariça, Aidil Machado, e o Presidente do Núcleo de Cantanhede da Liga dos Combatentes, Mário Cavadas.

Seguiu-se a apresentação da Exposição “Trincheira evocativa da I Grande Guerra- rememorar 1914-1918” apresentada pelo autor Manuel Ferreira, de Carregosa, Oliveira de Azeméis, neto de um antigo combatente da I Grande Guerra e um dinamizador e apaixonado por esta temática.

O programa prosseguiu na Biblioteca Municipal, onde decorreu uma conferência subordinada ao tema “Participação de Portugal na I Grande Guerra”, apresentada pelo Tenente Coronel Brandão Ferreira, numa mesa composta pelo Vice-Presidente do Município, Pedro Cardoso, o Major General Idílio Freire, o Secretário da União de Freguesias, Nuno Caldeira, e por Mário Cavadas. “Foi uma sala cheia de combatentes, familiares e amigos, num total de cerca de 150 pessoas que, no final, se manifestaram com uma ruidosa salva de palmas à excelente apresentação feita pelo Tenente Coronel Brandão Ferreira”.

Na cerimónia foram ainda condecorados com a medalha Comemorativa das Campanhas das Forças Armadas Portuguesas, dois combatentes: 1.º Sargento, Bartolomeu de Castro (Guiné 1964/1966 – 1967/1969 – 1971/1972 e 1973/1974), e Serafim Jesus Valente (sócio 177.004 – Guiné 1972- 1974).

 

Homenagem mais que justa

Terminadas as condecorações, teve início a homenagem aos combatentes da Guerra do Ultramar da União de freguesias de Cantanhede e Pocariça, com a entrega de medalhas de reconhecimento.

Na ocasião, usou da palavra Nuno Caldeira, com uma intervenção alusiva a esta homenagem. Seguiu-se a imposição das medalhas aos mais de 100 combatentes – dois a título póstumo – que viram assim reconhecido, pelo Núcleo de Cantanhede e pela União de Freguesias, “todo o seu esforço em prol da nação. Foi um momento impar, inesquecível de ver a felicidade destes combatentes com esta singela Homenagem”.

O Vice-Presidente do Município encerrou o momento com um agradecimento aos combatentes, elogiando também o Núcleo de Cantanhede da Liga dos Combatentes “pelo constante trabalho realizado ao longo destes cinco anos de existência, em prol dos combatentes do Concelho” e à União de freguesias, “por ter aceitado este desafio do Núcleo, e se juntar na realização desta simples mas merecida Homenagem aos combatentes”.