Investigadores da UC avaliam radiações nos veículos eléctricos

As radiações electromagnéticas emitidas pelos veículos eléctricos são perigosas para a saúde humana? Os primeiros resultados de um estudo em curso no Instituto de Sistemas e Robótica (ISR) da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) revelam que, nesta matéria, os veículos eléctricos são seguros.

Uma equipa de investigadores do ISR já efectuou várias medições em dois modelos eléctricos e um a gasóleo (para efeitos de controlo), verificando que as radiações electromagnéticas emitidas pelos automóveis eléctricos estudados são “500 a 1000 vezes inferiores aos limites máximos de exposição aos campos electromagnéticos da população humana recomendados pela União Europeia”, explicam os investigadores Paulo Coimbra e Tony Almeida.

Em comparação “com os veículos que usam combustíveis fósseis, os valores registados nos modelos eléctricos não são elevados e são seguros para a saúde humana”, realçam os investigadores da UC.

Este e outros estudos vão ser apresentados e discutidos, entre 10 e 12 de Março, no V Congresso de Protecção Contra Radiações da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), a decorrer no Auditório Lajinha Serafim do Departamento de Engenharia Civil da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), no Polo II da UC.

O evento reúne cientistas e profissionais das mais diversas áreas, desde médicos, técnicos em radiologia médica e industrial, profissionais da indústria de petróleo e gás e utilizadores de fontes radioactivas e de equipamentos geradores de radiações ionizantes e não ionizantes, até membros de órgãos reguladores e fiscalizadores e técnicos das áreas de segurança e medicina do trabalho.

O V Congresso de Protecção Contra Radiações da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa é organizado pela Sociedade Portuguesa de Proteção Contra Radiações, liderada pelo cientista da UC, Luís Neves, e pela Sociedade Brasileira de Proteção Radiológica.

Efeitos biológicos das radiações, protecção radiológica em saúde, protecção radiológica dos trabalhadores e do público, gestão de fontes e resíduos radioactivos, emergências radiológicas, radioactividade natural e cultura de segurança em protecção radiológica são alguns dos temas que vão estar em discussão.