INOVA investe mais de 500 mil euros na renovação das redes de abastecimento de água de Cordinhã e Pena

A INOVA – EM está a proceder à renovação da rede de distribuição de água e respectivos ramais domiciliários na zona da Cordinhã, tendo em vista a melhoria dos indicadores de desempenho das condutas e diminuição das perdas.

Os trabalhos estão já a decorrer no âmbito de uma empreitada adjudicada por 503.146 euros e cujo caderno de encargos contempla a substituição de todas as condutas de PVC por tubagens da mais recente geração de materiais, tal como nas ligações aos domicílios, estando ainda prevista a substituição dos marcos de incêndio por boca-de-incêndio com melhor capacidade de resposta a fogos urbanos. A empreitada inclui também uma intervenção pontual na povoação da Pena.

A obra insere-se num programa de reabilitação da rede de distribuição de água que a INOVA-EM tem vindo a desenvolver para assegurar padrões de excelência em todo o sistema, o que passa por renovar as condutas que não oferecem condições estruturais, hidráulicas e de garantia da qualidade da água consentâneas com esses padrões.

Na Cordinhã, que é atualmente abastecida por condutas de PVC com idade a rondar os 30 anos de serviço e que em termos hidráulicos têm um desempenho apenas sofrível, serão substituídos aproximadamente 9.600 metros lineares de condutas e 500 ramais domiciliários.

Relativamente à localidade da Pena, o objetivo principal dos trabalhos a realizar é separar a distribuição da adução, o que passa pela instalação de novas tubagens de adução e distribuição numa extensão aproximada de 1.000 metros lineares, com a instalação de novos ramais domiciliários.

Além desta empreitada de renovação das redes de abastecimento de água de Cordinhã e Pena, está em fase de conclusão uma outra para reabilitação do sistema de distribuição que serve as localidades de Sanguinheira, Cadima, Lemede, Pena e Portunhos. Adjudicada por 566.535, a obra incidiu na substituição de condutas numa extensão de 18,3 Km e na instalação de 831 novos ramais domiciliários e 79 marcos de incêndio.