Global Action Day comemorado na ETPC

No âmbito do Projecto Eco-Escolas, a Escola Técnico-Profissional de Cantanhede (ETPC) comemorou, no passado dia 7 de Novembro, o Dia Internacional das Eco-Escolas.

Os Global Action Days (anteriormente designados por World Days of Action) visam dar visibilidade ao trabalho desenvolvido pelas Eco-Escolas em todo o mundo, motivando-as para a comunicação e divulgação de algumas das muitas ações que se realizam em prol do ambiente.

Neste contexto, a brigada Eco-Escolas da ETPC desenvolveu algumas atividades que tinham como objetivo fortalecer valores e comportamentos ecológicos a fim de permitir o desenvolvimento global dos alunos, proporcionando-lhes a aquisição de conceitos básicos de meio ambiente e ferramentas de aprendizagem adequadas e motivadoras, no âmbito desta temática.

As atividades desenvolvidas passaram pela manutenção da horta biológica e plantação de novas espécies; pela sensibilização dos alunos, à hora de almoço, para a separação dos resíduos resultantes das refeições (resíduos orgânicos, papel e plástico); pela muda de sementes, já germinadas, do pinheiro-manso (Pinus pinea); e pela colocação de recolectores de tampinhas de plástico, rolhas de cortiça e pilhas, no hall de entrada e no bar da escola.

Para o culminar de um dia repleto de atividades, a ETPC hasteou a Bandeira Eco-Escolas referente ao ano letivo 2015/2016. Esta cerimónia contou com a presença do Dr.º Pedro Cardoso (Vereador da Câmara Municipal de Cantanhede, com funções em regime de permanência, com competências delegadas nos pelouros da Cultura, Educação, Solidariedade e Ação Social, Feiras e Mercados, Turismo, Fiscalização e Contraordenações, Ambiente e Qualidade de Vida), da Dr.ª Cláudia Azevedo (Chefe de Divisão de Educação do Município de Cantanhede), da Dr.ª Emília Pimentel (Técnica Superior responsável pela Divisão de Educação e responsável pelo projeto Eco-Escolas no Município) assim como os elementos da casa, a Dr.ª Paula Ribeiro (Diretora Pedagógica da Escola Técnico-Profissional de Cantanhede), das professoras Catarina Soares e Ana Fontes (coordenadoras do Projeto Eco-Escolas) e da Brigada Eco-Escolas da ETPC.