Francisco Reigota propõe isenção de IMI para Palheiros e desconto de estímulo ao Turismo

Em reunião de Assembleia Municipal de Mira, o Presidente da Junta de Freguesia da Praia de Mira, Francisco Reigota, apresentou algumas sugestões de incentivo à economia e ao património edificado, relacionadas com o Imposto Municipal sobre Imóveis. Segundo o autarca, “o desafio foi feito e em primeira instância foi bem acolhido, agora compete à Câmara Municipal dar andamento ao processo”.

Francisco Reigota

Para Francisco Reigota, “os Palheiros existentes na Praia de Mira, infelizmente, são poucos e correm o risco de desaparecer, sendo fundamental a implementação de medidas que visem proteger este importante património. Actualmente não há qualquer incentivo à manutenção dos Palheiros típicos. A implementação de políticas concretas para a defesa deste património valiosíssimo devem ser equacionadas. Claro que esta situação pode ser mais abrangente e direcionada para outros tipos de património similar do Concelho”

As propostas apresentadas foram várias. Todavia, ainda sobre esta matéria, Francisco Reigota fez outra sugestão, dirigida aos empresários turísticos. Propôs um desconto de IMI de estímulo ao Turismo. “É importante encontrar uma forma de poupança deste Imposto Municipal para os empresários turísticos, com o objectivo de entusiasmar o investimento privado em áreas de extrema importância para o desenvolvimento colectivo. Assim, os empresários teriam mais capital disponível para investir no nosso Turismo”, frisou o autarca.

Segundo Francisco Reigota, “estas sugestões são importantíssimas para o desenvolvimento local e, inseridas na estratégia correcta para o Concelho de Mira, produzem efeitos. As tomadas de posição isoladas, por si só, não são solução e devem visar resolver problemas estruturais. Contudo, fazendo parte da estratégia que implemente desenvolvimento sustentável, pode ajudar a fazer a diferença”.