Festas da Cidade prometem animar Coimbra

As Festas da Cidade de Coimbra 2017 foram apresentadas ontem (21 de Junho), em conferência de imprensa, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Coimbra (CMC) pelo presidente da CMC, Manuel Machado, pela vereadora da Cultura, Carina Gomes, e pelo vereador do Desporto, Carlos Cidade. Uma edição que surge reforçada, com um programa audacioso, para todos os públicos, que decorrerá de 1 a 9 de Julho em diversos espaços emblemáticos da cidade.

Raquel Tavares, Amor Electro, Orquestra Clássica do Centro & Pensão Flor, Átoa, Salvador Sobral, Expensive Soul e Tiago Bettencourt são cabeças de cartaz de um evento que aposta também na “prata da casa”, centrando-se, na sua maioria, na oferta proposta pelos agentes culturais e desportivos concelhios.

Coimbra vai estar em festa e viver grandes momentos de animação durante nove dias, com um programa atractivo e bem diversificado de iniciativas, na sua maioria gratuitas, que irão decorrer em diferentes espaços da cidade, tais como o Jardim da Sereia, Parque Verde do Mondego, Praça do Comércio, Praça 8 de Maio, Convento São Francisco ou Terreiro da Erva.

Este último, um espaço que foi totalmente requalificado pela CMC, mas que ainda não é utilizado regularmente pelos munícipes. “Iremos partilhar espaços da cidade que são desconhecidos. Estou a referir-me, por exemplo, ao Terreiro da Erva, que vai acolher o Baile da Rosa”, afirmou Manuel Machado.

Raquel Tavares (1 de julho), Capitão Fausto (2 de julho), Amor Electro (3 de julho), Orquestra Clássica do Centro & Pensão Flor (na tarde de 4 de julho), Átoa (4 de julho), Salvador Sobral (6 de julho), Expensive Soul & Jaguar Band (7 de julho) e Tiago Bettencourt (8 de julho) foram as escolhas da autarquia para encabeçarem um cartaz de qualidade, que garante praticamente um espectáculo de referência por noite e promete uma enorme afluência de público à festa.

Esta edição conta ainda com uma novidade no programa musical nocturno: uma Dance Party (4 de julho), isto é, uma espécie de pista de dança a céu aberto, neste caso animada pelos DJs Souza e Tiago Bandeiras.

Mas a programação está longe de ficar por aqui. Há muito mais música a oferecer e ainda dança, exposições, visitas guiadas, actividades infantis, workshops, teatro, cinema, folclore e etnografia, artesanato e espectáculos de pirotecnia na água que prometem surpreender o público. “O projecto inclui actividades culturais, cívicas, recreativas, dos mais diversos domínios. É um programa abrangente que tem o objectivo de valorizar Coimbra, de afirmar a nossa cidade como um espaço ímpar no conjunto das cidades portuguesas, de puxar pelas capacidades criadoras que a nossa cidade tem e que são enormes, de atrair os moradores da cidade e estimular a visita de turistas”, referiu o presidente da CMC.

Manuel Machado aproveitou, ainda, para adiantar que grande parte dos eventos da programação são da responsabilidade dos agentes culturais e desportivos locais que, com a autarquia, se empenham nesta festa de todos e para todos. “Vamos ter eventos musicais notáveis, a participação de agentes culturais de grande valor, e uma boa parte deles – eu diria a maior parte deles – são conimbricenses. E isso é uma das marcas que quisemos imprimir neste programa das festividades. Obviamente que também há artistas que vêm de outras paragens, que aqui acolheremos com todo o carinho, artistas altamente qualificados que vêm para animar a festa”, avançou.

Uma ideia igualmente reforçada pela vereadora da Cultura da CMC, que lembrou que este “não é um programa exclusivamente da Câmara Municipal”. “E é isso que o engrandece. O facto de este programa resultar da colaboração ativa de vários agentes culturais e desportivos do município”, disse Carina Gomes. “Este ano há praticamente um concerto por dia, de artistas de renome do panorama musical português e, em paralelo, uma aposta forte nos grupos e agentes culturais da nossa cidade”, acrescentou a vereadora, destacando, também, do programa, o Encontro de Coros de Coimbra (1 de julho), o Baile da Rosa (8 de julho) ou a Serenata dos Antigos Estudantes da Universidade de Coimbra (8 de julho).

O programa das Festas da Cidade de Coimbra 2017 inclui, ainda, um leque diversificado de eventos desportivos. Coube a Carlos Cidade apresentá-los. O vereador do Desporto destacou os I Jogos Sem Fronteiras, que vão decorrer nos dias 1 e 2 de julho, às 21h00, no Parque Verde do Mondego, e salientou a realização de várias outras iniciativas desportivas, que marcam o calendário nacional e internacional e que trarão à cidade de Coimbra os melhores atletas de diversas modalidades, tais como, a título de exemplo, natação, judo, hipismo, bridge, BTT, automobilismo, karaté, atletismo, kartcross e rugby.

As Festas da Cidade de Coimbra tiveram, este ano, um custo de 307.269,05 euros. Um valor que ultrapassa o do ano passado para, assim, se reforçar cada edição e melhorar a programação oferecida aos conimbricenses e a todos os visitantes da cidade. “Entendemos que as Festas da Cidade de Coimbra são dos mais relevantes eventos da agenda cultural e desportiva do município. E este ano surgem com um programa reforçado. Todos os anos temos feito por melhorar e tornar cada vez mais atrativo o programa cultural e desportivo e, mais uma vez, acho que conseguimos reunir aqui um programa atrativo, que vai agradar a todas as gerações e é de acesso gratuito à maioria das iniciativas”, resumiu a vereadora da Cultura.

A vice-presidente da CMC, Rosa Reis Marques, e o vereador da Ação Social e Educação, Jorge Alves, também estiveram na conferência de imprensa de apresentação das Festas da Cidade de Coimbra 2017. Um evento que aproveita a comemoração da efeméride do Dia da Cidade, 4 de julho, para celebrar Coimbra e juntar munícipes e visitantes numa festa comum. Um dia que será também celebrado a preceito e que, segundo o presidente da CMC, incluirá inaugurações e outras novidades, que serão reveladas oportunamente pela CMC.