Festa da Criança mobilizou centenas de famílias em Cantanhede

A cidade de Cantanhede registou, no último sábado (2 de Junho), um movimento inusitado, particularmente na zona do Parque de S. Mateus, que foi literalmente invadido por centenas de famílias que deram corpo à festa promovida pela Câmara Municipal para celebrar o Dia Mundial da Criança. No dia seguinte à data da efeméride, o evento começou a ganhar expressão logo pelas primeiras horas da manhã, com uma forte afluência das crianças, acompanhadas dos pais, avós e outros familiares, todos juntos num convívio festivo que contou com a participação de muitos professores.

No amplo relvado que se estende da parte posterior da Biblioteca Municipal até ao complexo das Piscinas Municipais, o contexto era de intercâmbio familiar, com os mais novos a desfrutarem de brincadeiras em insufláveis, pinturas faciais, ateliês de expressão artística, bem como de actividades lúdico-pedagógicas, jogos e circuitos desportivos dinamizados por animadores de várias entidades que se associaram à iniciativa.

No local estiveram a presidente da Câmara Municipal, Helena Teodósio, o vice-presidente da autarquia, Pedro Cardoso, e o vereador Adérito Machado. A propósito do ambiente que se viveu no Parque de S. Mateus, a líder do executivo camarário destaca “a forte adesão das famílias a um acontecimento que, além de celebrar o Dia Mundial da Criança e tudo o que está associado à protecção da infância e à promoção dos seus direitos, marca o encerramento de mais um ano escolar. Esta é uma boa forma de assinalar o final de mais uma etapa do processo ensino/aprendizagem, juntando os alunos e professores das escolas de todos os agrupamentos de escolas num encontro alargado também às famílias, que como se sabe têm também um papel crucial nesse processo ”.

Helena Teodósio refere que se trata de “dar às comunidades escolares a oportunidade de partilharem experiências, acentuando a percepção do desígnio comum às funções dos agentes educativos na formação das crianças”. Segundo a autarca, “nesta como em outras iniciativas organizadas pela Câmara Municipal para os mais novos, a componente lúdica tem sempre uma dimensão pedagógica, de modo a despertá-los para o conhecimento de determinadas realidades e promover a adopção de comportamentos consentâneos com os deveres de cidadania activa o que fica a dever-se à inestimável cooperação das entidades que tiveram a seu cargo a dinamização das actividades”.

Neste âmbito, a GNR e os Bombeiros Voluntários de Cantanhede expuseram alguns dos meios operacionais que utilizam nas suas missões ao nível da proteção civil, enquanto os serviços da INOVA-EM organizaram jogos e outras iniciativas didático-pedagógicas em torno de questões sobre a defesa do ambiente e da proteção da natureza. Também presente esteve a Biblioteca Municipal de Cantanhede, cuja “Casinha de Chocolate” foi um verdadeiro espaço de promoção do livro junto das crianças, através de sessões de leitura de contos infantis, e a Sociedade Columbófila Cantanhedense dinamizou várias brincadeiras a partir dos recursos de que dispõe no “Carrinho dos Brinquedos”.

Como habitualmente, uma equipa de alunos da Escola Técnico Profissional de Cantanhede realizou pinturas faciais e orientou alguns jogos lúdicos. Muito concorridos foram também o ateliê de escrita e cultura japonesa e o “Mural Solidário”, uma tela promovida pelos técnicos do Contrato Local de Desenvolvimento Social – CLDS Cantanhede 3G – “Intervir, Integrar, Incluir”, onde as crianças puderem dar expressão ao conceito de solidariedade através de pinturas.

A coordenação das actividades desportivas esteve a cargo de equipas de monitores do Aprende & Joga com Talento, do Sporting Clube Povoense, cujo clube de BTT do Clube dinamizou uma gincana, enquanto o Clube Escola de Ténis promoveu um dia aberto à prática da modalidade. Por seu lado, o Pa-Kua e o Krav Maga orientaram uma aula aberta de treino funcional para todos os presentes, que tiveram ainda oportunidade de participar numa aula de Yoga especialmente concebida para a ocasião.

A intervenção do Centro de Saúde de Cantanhede incidiu no desenvolvimento da campanha “Hospital do Ursinho”, proporcionando às crianças a possibilidade de experienciarem a simulação do quotidiano de uma unidade de saúde.

A animação musical esteve a cargo dos Coros “Coro Infanto-Juvenil de São Caetano”, no período da manhã, e das “Pequenas Vozes de Febres”, acompanhadas pelo Coro dos Avós, no período da tarde, a que se seguiu a actuação da Companhia de Teatro de Coimbra Atrapalharte, que representou a peça “O príncipe Nabo”. A festa terminou com uma Missa Campal celebrada pelo Padre João Pedro Silva.