Executivo Municipal de Cantanhede visitou Banco de Recursos Colmeia

A presidente da Câmara Municipal de Cantanhede, Helena Teodósio, esteve no Banco de Recursos Colmeia, no dia 11 de Dezembro, no âmbito do “Dia Aberto” organizado pelos serviços responsáveis para assinalar o Dia Internacional do Voluntariado e o Dia Internacional dos Direitos Humanos.

Acompanhada do vice-presidente da autarquia, Pedro Cardoso, e do vereador Adérito Machado, Helena Teodósio viu de perto o desenrolar de uma iniciativa que “além de se destinar a mostrar à comunidade a actividade do Banco de Recursos Colmeia, os seus objectivos e o seu alcance social, teve também como objectivos recolher dádivas de todos os visitantes no âmbito do “Dia Aberto” e proceder à entrega de alguns bens a beneficiários da resposta social criada pelo Município de Cantanhede em 2007”.

No total, foram recolhidas 145 ofertas de alimentos, produtos de higiene, têxteis e calçados, enquanto ao nível da distribuição houve 336 saídas, designadamente de vestuário, calçado, equipamento doméstico, material didáctico e brinquedos.

A presidente da Câmara Municipal considera o Banco de Recursos Colmeia “uma resposta social da maior relevância ao funcionar como suporte de famílias socialmente fragilizadas em situações de maior adversidade. Só quem está nessas situações pode avaliar o alcance do extraordinário trabalho desenvolvido pelos voluntários, a quem agradeço a sua extrema dedicação a esta causa”, sublinha Helena Teodósio adiantando que “aqui pratica-se solidariedade ao longo de todo o ano, de algum modo está sempre presente o espírito de Natal que estamos a viver nesta quadra”.

A funcionar desde 6 de Janeiro de 2007, o Banco de Recursos é dinamizado por uma equipa de voluntários do Banco de Voluntariado de Cantanhede supervisionada pelo Serviço Municipal de Acção Social da Câmara Municipal, em articulação com as entidades que constituem a Rede Social.

Esta resposta social solidária tem abrangência concelhia e funciona como serviço de apoio imediato e directo na satisfação de necessidades básicas e secundárias de famílias e indivíduos sinalizados pela Rede Social do Concelho, através da entrega de produtos de várias tipologias (géneros alimentares, roupa, calçado, brinquedos, material didáctico, móveis, electrodomésticos, entre outros), promovendo por essa via a melhoria das suas condições de vida.