Detenção por crimes de Burla Qualificada e Falsidade Informática

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Aveiro, identificou e deteve em cumprimento de Mandado emitido pela Autoridade Judiciária competente, na zona da Lousã, um indivíduo com 58 anos de idade, a quem se imputa a autoria de vários crimes de burla qualificada.

Através de elaborados esquemas de contactos, fazendo crer aos fornecedores ser o legal representante de empresas de referência, no mercado nacional, importadoras de produtos congelados da área dos pescados e mariscos, foram conseguidas entregas de várias encomendas, cada uma na ordem das largas dezenas de milhares de Euros.

Para o efeito, foram criados e utilizados endereços de correio electrónico que simulavam, pela aparente coincidência do seu conteúdo, os utilizados pelas supostas empresas importadoras, ao mesmo tempo que, através da introdução de novos contactos telefónicos da rede móvel, se lograva conseguir, já em território nacional, alterar os locais de entrega para armazéns frigoríficos previamente arrendados. Tal prática terá também decorrido em território espanhol onde de momento decorrem investigações por factos similares em que o agora detido é suspeito.

Esta forma de actuar, repetida ao longo dos últimos anos, permitia o escoamento da mercadoria antes dos fornecedores se aperceberem da simulação da encomenda, uma vez que tal percepção só ocorria no momento em que interpelavam a suposta empresa devedora e esta negava os negócios.

O detido foi presente às Autoridades Judiciárias na comarca de Aveiro para primeiro interrogatório e aplicação de medidas de coação, ficando sujeito, além do Termo de Identidade e Residência prestado, a apresentações quinzenais na autoridade policial da área de residência.