Detenção de incendiário florestal

A Polícia Judiciária, através da Directoria do Centro, em colaboração com o SEPNA da GNR de Mangualde, deteve um homem, solteiro, pastor de profissão, pela presumível prática de um crime de incêndio florestal, ocorrido no passado sábado dia 13 de Agosto, no concelho de Mangualde.

O suspeito, usando chama directa, iniciou um foco de incêndio, que rapidamente alastrou, tendo ardido uma área considerável de uma mancha florestal povoada de sobreiros e pinheiros bravos.

O incêndio também destruiu uma casa devoluta e colocou outras em perigo, bem como vários barracões de apoio agrícola.

O detido, de 43 anos de idade, foi presente às autoridades judiciárias competentes para primeiro interrogatório, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

No corrente ano a Polícia Judiciária já identificou e deteve 34 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.