D’arte – O Festival de Artes está quase a chegar a Cantanhede

A Associação Orfeão Vox Caeli promove, nos próximos dias 28, 29 e 30 de Setembro, o D’Arte – Festival das Artes de Cantanhede, uma iniciativa pioneira no concelho que promove uma interligação entre as várias artes plásticas, visuais e cénicas interpretadas por artistas locais, nacionais e também internacionais.

O seu principal objectivo é explorar o processo criativo inerente ao mundo das artes: a concepção, desempenho e resultado de uma obra de arte, seja na música, teatro, dança, pintura, escultura, literatura ou artesanato. A representar as várias artes presentes na primeira edição do evento estão os artistas Alves André, Fátima Negrão, Madurinha, Gaiteiros Rainha Santa, Filarmónica Marialva, Sofia Souto Moniz, Ensemble Vocal Notas Soltas, Fábio & Leila, Coro de Jóvenes de Madrid e o coro do Orfeão Vox Caeli de Cantanhede.

A abertura do festival  tem lugar na sexta-feira, dia 28 de Setembro, com uma sessão solene no Salão Nobre da Câmara Municipal, onde participam o executivo municipal, a organização do evento e outros intervenientes e público em geral, destacando-se a conferência de imprensa que aí terá lugar. O primeiro dia é dedicado à divulgação de todo o concelho de Cantanhede, através da visita do Coro de Jóvenes de Madrid, prestigiada formação de canto constituída por 60 cantores e dirigida pelo maestro Juan Pablo de Juan, pelo concelho, onde passarão por pontos como a Praça Marquês de Marialva e o Museu da Pedra, o Biocant Park e a Praia Fluvial dos Olhos da Fervença, terminando na Vila e Praia da Tocha, com a Associação de Moradores da Praia da Tocha e o Centro de Interpretação de Arte Xávega.

Já sábado, dia 29, acontece a I Gala Cultural nos Paços do Concelho, com uma exposição de escultura, pintura e artesanato no átrio da Câmara Municipal, onde os visitantes poderão apreciar obras de vários artistas do concelho de Cantanhede; e um espectáculo de música filarmónica e coral, com destaque para a interpretação de obras de António Fragoso, compositor natural da Pocariça; dança contemporânea, teatro, e literatura nos jardins dos claustros. A entrada é livre.

O último dia do festival é dedicado à vila histórica de Ançã, com a participação do Coro de Jóvenes de Madrid e do Orfeão Vox Caeli de Cantanhede na XVIII Feira do Bolo de Ançã, organizada pela AVANÇA – Associação para o Desenvolvimento e Promoção Rural pela Qualidade de Vida do Meio Rural de Ançã.