Daniel Pinheiro e Solange Jesus foram os grandes vencedores do 8.º Grande Prémio de Atletismo de Mira

Foram mais de 550 os atletas que, no passado dia 10 de Junho, participaram no 8.º Grande Prémio de Atletismo do Concelho de Mira, evento promovido pela secção de Atletismo do Clube Recreativo da Praia de Mira e pela Câmara Municipal de Mira.

 

Na data em que se assinalou o Dia de Portugal e de Camões, São Pedro deu uma mãozinha, e presenteou a Praia de Mira com um dia solarengo, que, apesar de algum vento, permitiu às centenas de atletas de todo país desfrutarem de um bom momento naquela que já é considerada uma das melhores provas a nível regional e nacional.

De acordo com João Silva, organizador do evento desportivo, a prova foi um sucesso.

“Atletas, patrocinadores, autoridades locais e municipais, voluntários… Todos estavam lá, a postos e expectantes para que a prova fosse um êxito, e foi! Dos iniciados aos veteranos, centenas de atletas vindos de perto ou de muito longe, correram em prol das suas ambições: uns com vista a fazerem um ‘treino rápido’, outros a correr ‘mais a sério’ para alcançar o melhor tempo pessoal possível e outros a lutar pela vitória”, referiu ao AuriNegra.

Os grandes vencedores foram Daniel Pinheiro, da Maia AC, e Solange Jesus, do Sporting Clube de Portugal. Os restantes lugares do pódio foram ocupados por David Silva (CCSJM –  Clube de Campismo de São João Madeira) e Luís Mendes (ACRSD – Associação Cultural e Recreativa da Senhora do Desterro), nos Masculinos, e por Cristiana Valente (ADERCUS) e Jéssica Matos (SC Salgueiros), nos Femininos.

A apadrinhar a prova que tem como fundo a Barrinha estiveram os atletas Dulce Félix e Ricardo Ribas, do Sport Lisboa e Benfica, e que em Agosto estarão em competição nos Jogos Olímpicos, no Rio de Janeiro (Brasil).

João Silva acrescenta que a presença destes dois conceituados atletas foi fundamental, “pois deram a cara pela prova, deram entrevistas, deram autógrafos e sorriram sempre para as muitas fotografias que cada um quis levar de recordação, ao lado dos seus ídolos. Sempre solícitos, lá estiveram como verdadeiros embaixadores do actual atletismo nacional e deixaram, mais uma vez, a convicção de que a humildade fica bem em todo o lado. Mais que grandes atletas, são grandes seres humanos que fazem do atletismo o seu modo de vida”.

Para além da parte desportiva e de competição, este ano a prova teve uma vertente solidária, com a caminhada a reverter para a Casa da Obra do Frei Gil da Praia de Mira.