Confraria dos Rojões da Bairrada realiza IV Capítulo

A confraria dos Rojões da Bairrada com Grelo e Batata à Racha realizou, no passado dia 11 de Março, a sua IV Grande Cerimónia Capitular, este ano, na Cidade de Cantanhede.

O evento, que teve a colaboração de várias entidades, entre as quais a Câmara de Cantanhede e a Adega Cooperativa deste Município, contou com a presença de 49 Confrarias, num total de 200 pessoas, confrades e acompanhantes, vindas de todo o país e do estrangeiro.

Segundo uma nota da confraria, o dia começou pelas 9h15, na Câmara Municipal, “mais precisamente nos Claustros, cuja ancianidade é evidente, com a recepção aos convidados e pequeno-almoço, que foi oportunidade para os visitantes degustarem produtos confeccionados com receitas regionais”.

A meio da manhã, no Salão Nobre completamente lotado, houve a cerimónia de boas vindas, tendo-se seguido a tradicional foto de família, na frente do edifício da Câmara, e, posteriormente, o desfile das confrarias, exibindo o seu estandarte bem erguido, num colorido de trajes, num percurso até ao Centro Paroquial de S. Pedro.

Nesse local, e à semelhança do que aconteceu nos concelhos onde já decorreram Capítulos, procedeu-se à Cerimónia de Entronização da Câmara Municipal como confrade de Honra, na pessoa do Presidente João Moura, bem como dos novos confrades efectivos, nomeadamente Maria de Fátima dos Santos Soares e João Carlos Moreira, ambos de Oliveira do Bairro; Luís Manuel Moutinho Marques  da Mealhada; Manuel Joaquim Santos Figueiredo de Águeda; Carlos Navega Moreira e Fausto Pinheiro Maia, ambos de Cantanhede; Vitorino Alves Rocha de Vagos e Celso Pinto Ferreira dos Santos de Aveiro.

 

Finalmente chegou a hora da degustação dos Rojões da Bairrada com Grelo e Batata à Racha, que aconteceu no salão da Adega Cooperativa de Cantanhede.

“Todo este trabalho, assumido pela Confraria, foi inteiramente executado pelos nossos confrades, que receberam rasgados elogios dos nossos convidados, tendo muitos deles demonstrado surpresa pela qualidade dos vinhos da Bairrada e pelos produtos aqui confeccionados, desde os rojões ás características sobremesas”, pode ler-se na mesma nota.

De acordo com a Confraria, o acontecimento cumpriu os seus objectivos, “de dignificar o prestígio da Confraria do Rojões  e da própria  Bairrada,  para além de dar a conhecer a bonita cidade de Cantanhede. A Confraria dos Rojões da Bairrada está de parabéns porque, nesta grande demonstração de confraternização, ficou provado que, embora os gostos variem de região para região, não há uma culinária melhor do que a outra. Toda ela é apreciada quando tradição, rigor e honestidade, são respeitados. É caso para dizer: ‘se confeccionares com paixão, terás prazer na degustação’ “.