Conferência assinalou o Dia Internacional da Mulher em Cantanhede

Mais de setenta participantes assistiram à conferência “A Mulher na Sociedade” que decorreu na Biblioteca Municipal de Cantanhede, no passado dia 8 de Março.

A iniciativa realizou-se no âmbito da comemoração do Dia Internacional da Mulher e ficou inserida no projeto “Tardes Comunitárias: Dar + Vida aos Anos”, estando a sua apresentação a cargo da Gabriela Mota Marques, contando ainda com a presença do vereador da Cultura, Pedro Cardoso.

Na sessão, a oradora abordou questões relacionadas com a evolução social das Mulheres ao longo da História e das conquistas que as mesmas têm feito para se imporem no mundo do trabalho e da política.

No decurso da sessão, Gabriela Mota Marques realçou igualmente a importância social, económica e política das Mulheres, a nível mundial, assinalando, todavia, o longo caminho que têm ainda de percorrer, em relação à igualdade de género.

Pedro Cardoso agraciou as mulheres presentes afirmando, “não podia deixar de estar presente na abertura desta conferência prestando a devida homenagem às mulheres, neste dia, em que inevitavelmente recordamos as mulheres que marcaram as nossas vidas de forma especial”. O autarca teceu ainda “os mais rasgados elogios ao papel incontornável e fundamental da mulher nas diferentes áreas da sociedade”, sublinhando que, “apesar do longo caminho trilhado, “ainda muito há a fazer” no reconhecimento dos direitos civis das mulherese lamentando o facto “de ainda existir uma outra realidade neste mundo globalizado, de descriminação, violência física e psicológica, de falta de reconhecimento da dignidade da mulher”.

Sobre Gabriela Mota Marques

Gabriela Mota Marques é doutorada em Letras, na área de História Contemporânea, pela  Universidade de Coimbra, onde também se licenciou em História e em Arqueologia e tirou o mestrado em História Económica e Social Contemporânea.

A palestraste, que foi durante vários anos docente no 3.º Ciclo do Ensino Básico, desempenha, actualmente, funções de Técnica Superior no Município de Aveiro, onde coordena, desde 2013, a Subunidade de Cultura, Museus e Património Cultural da Divisão de Cultura, Turismo e Cidadania. Para além da gestão do Museu da Cidade, Museu Arte Nova, Ecomuseu Marinha da Troncalhada e da Galeria da Antiga Capitania do Porto de Aveiro, efectua curadoria de exposições, investigação histórica e arqueológica sobre Aveiro; acompanha e coordena projectos de âmbito nacional e Europeu, entre os quais o projecto CreArt – Rede de Cidades para a Criação Artística [programa Cultura].