Conferência assinalou a importância de “Aprender a Ser Feliz”

Mais de 50 de participantes assistiram à conferência “Aprender a ser feliz”, que decorreu no auditório da Biblioteca Municipal de Cantanhede, no passado dia 22 de Março.

O evento está inserido no projecto “Tardes Comunitárias: Dar + Vida aos Anos”, que teve a sua apresentação a cargo do prestigiado psicólogo clínico e professor catedrático, Carlos Fernandes, e contou com a presença do vice-presidente da Câmara Municipal de Cantanhede, Pedro Cardoso.

Na sessão, o orador partilhou com os presentes a apresentação intitulada “Ser feliz”, e, ao longo da sessão, várias técnicas de relaxamento.

Pedro Cardoso destacou “o vasto currículo de Carlos Fernandes, prestigiado psicólogo clínico, de onde é membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses, e professor catedrático da Universidade de Aveiro, é sem dúvida uma referência incontornável da medicina em Portugal”. A finalizar o autarca agradeceu “a colaboração deste homem de qualidades reconhecidas e que faz engrandecer a educação e da medicina neste país”.

Sobre Carlos Fernandes

Carlos Fernandes é professor catedrático da Universidade de Aveiro e psicólogo clínico (membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses).

Doutorado em Psicologia Clínica pela Universidade de Coimbra (1994) e pós-graduado em Neurociências pela Universidade de Oxford (Reino Unido), obteve agregação em Psicologia na Universidade do Minho. É docente universitário desde 1892, tendo lecionado nas Universidades de Coimbra, do Minho e Católica de Braga.

Carlos Fernandes publicou vários livros, capítulos de livros, nacionais e internacionais, bem como artigos em revistas de circulação internacional e em livros de atas. Participou em 17 projetos de investigação sendo investigador principal em diversos deles. Possui 10 patentes e registos.

Coordenador de PsyLab (Laboratório de Psicologia Experimental e Aplicada da Universidade de Aveiro, Carlos Fernandes é Investigador do IBILI (Instituto Biomédico de Investigação da Luz e da Imagem, Universidade de Coimbra). Efetua avaliações clínicas forenses desde 1986 e é membro da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Mira (Comissão Restrita). É docente da Universidade Sénior de Mira e subdiretor do Departamento de Educação e Psicologia da Universidade de Aveiro.