Columbófila Cantanhedense celebra 66 anos de existência

A Associação de Solidariedade Social Sociedade Columbófila Cantanhedense celebra neste mês de Agosto 66 anos de existência.

“Embora continue a não festejar a data da sua fundação”, a Direcção Geral da ASSCC dá um enorme significado à mesma, “aproveitando a efeméride para, internamente, proceder a reflexões mais aprofundadas mas também para aflorar recordações e vivências que todos os que têm a felicidade e o privilégio de integrar a família columbófila têm vivido e partilhado ao longo destes 66 anos de actividade ininterrupta”.

A data, refere a ASSCC em comunicado, serve também para recordar aquele “punhado de cantanhedenses que a 24 de Agosto de 1950 meteram as ‘mãos na massa’ e construíram a então Sociedade Columbófila Cantanhedense, estando, nessa altura, certamente longe de poder pensar que o seu trabalho seria continuado e que a colectividade viria e granjear a simpatia e o respeito de tantas entidades e pessoas”.

Os que já partiram também não são esquecidos e é por isso que a Columbófila faz questão de “recordar todos aqueles que, por força do destino, já não se encontram entre nós e que com o seu trabalho, esforço e dedicação, muito contribuíram para o rico historial desta Associação. Num ano difícil, que continua marcado pela perda de enormes valores humanos, a ASSCC – fruto da dedicação dos seus atletas, do trabalho dos seus técnicos, dos seccionistas mas sobretudo do apoio de familiares, de patrocinadores e do Município de Cantanhede e da União de Freguesias de Cantanhede e Pocariça – conquistou alguns títulos nacionais, tendo sido o principal a conquista, pela primeira vez, do Campeonato Distrital de Basquetebol, Sub – 19 feminino”.

A participação no Meeting Internacional de Lisboa, nos Multinations Youth Meet 2016 (Chipre), na Taça Latina (Santiago de Cali, Colômbia), no XIX Open de Espanha de Águas Abertas, no Campeonato Mundial de Juniores de Águas Abertas (Hoor, Holanda) e na X edição dos Jogos da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (Cabo Verde), foram outros dos pontos altos da época desportiva de 2015/2016, e que, segundo a associação, “muito enriquecem o historial da Columbófila Cantanhedense”.