Coimbra: exposição evoca 500 Anos do Foral Manuelino

São dois os espaços municipais – Torre de Almedina e Arquivo Histórico Municipal – que vão acolher durante um ano (de Outubro de 2016 a Outubro de 2017) a exposição documental “Coimbra, 1516: o Foral Manuelino”, que evoca a atribuição, há 500 anos, do Foral Manuelino à cidade.

A inauguração decorre na próxima quinta-feira, dia 20 de Outubro, pelas 16h00, no Núcleo da Cidade Muralhada do Museu Municipal de Coimbra.

Na Torre de Almedina – local onde foi entregue o documento regulador da cidade de Coimbra, em 1516, antiga sala da vereação – estarão patentes painéis informativos que contextualizam o aparecimento deste foral e caracterizam a cidade na época manuelina; no Arquivo Histórico Municipal (no r/c da Casa Municipal da Cultura) será exibido o original do foral manuelino de 1516, acompanhado de outros forais e documentos do século XVI, como Livros de atas da Vereação e dos Privilégios dos Cidadãos de Coimbra, com a particularidade de estarem legendados, também, em Braille.

O foral manuelino veio confirmar alguns dos direitos e deveres consignados nos anteriores documentos reguladores do Concelho (1085, 1111 e de 1179), actualizando regras e tributos. Com a reforma dos forais “novos”, D. Manuel I, rei descobridor e venturoso, ciente dos seus deveres políticos e sociais, regulamentava e simultaneamente fortalecia o seu poder. Este documento testemunha a dinâmica económica e social do concelho, mostrando-nos uma cidade onde decorreram, nesta altura, vários melhoramentos.

Patente até ao dia 28 de Outubro do próximo ano, a exposição pode ser visitada, a título gratuito, nos seguintes horários:

Museu Municipal| Núcleo da Cidade Muralhada: Torre de Almedina, Pátio do Castilho; de terça-feira a sábado, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00.

Arquivo Histórico Municipal: Casa da Cultura, Rua Pedro Monteiro; de segunda a sexta-feira, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00.