Ciclo de Teatro Amador de Cantanhede encerra no Pavilhão Multiusos de Febres

O Ciclo de Teatro Amador do concelho de Cantanhede termina no próximo sábado, 24 de Março, no Pavilhão Multiusos de Febres, com um convívio entre todos os intervenientes deste programa de revitalização da actividade teatral promovido pela Câmara Municipal e que tem estado a decorrer há dois meses por vários palcos do concelho.

Antes disso, o Novo Rumo – Grupo de Teatro de Amadores de Ançã estará em palco a representar O Santo e a Porca, uma adaptação da obra original de Ariano Suassuna.

Esta divertida comédia narra a história de um velho avarento, devoto de Santo António e que guarda as economias de toda a vida numa porca-mealheiro. Segue-se um conjunto de peripécias, tropelias e equívocos que desencadeiam situações bem hilariantes e divertidas cruzando a avareza de um com as falsas intenções de outro, refletindo sobre a relação do ser humano com o mundo físico (representado pela porca) e o espiritual (representado por Santo António).

Terminado o espectáculo, o programa do encerramento do ciclo de teatro prossegue com a entrega de diplomas aos mais de 360 participantes que, em representação de 17 grupos, estiveram envolvidos na edição deste ano, a maior de sempre. No final, como habitualmente, as despedidas acontecem num convívio de confraternização entre todos os participantes.

A 20.ª edição do Ciclo de Teatro Amador de Cantanhede, recorde-se, começou em 03 de Fevereiro numa sessão realizada no auditório da Biblioteca Municipal com a participação de Maria Rueff. Na ocasião, a atriz manifestou-se “muito honrada pelo convite para esta iniciativa tão bonita de promover o teatro no que ele tem de mais genuíno, que é a entrega e dedicação das pessoas sem esperarem qualquer retorno que não seja viver essa experiência partilhando-a com os outros”.