Cheiro de Chuva”, de Olga Resi, teve apresentação na Biblioteca Municipal de Cantanhede

Mais de 120 pessoas assistiram à apresentação editorial do livro “Cheiro de Chuva”, último romance de Olga Resi, que decorreu no auditório da Biblioteca Municipal de Cantanhede, no passado dia 9 de Novembro.

No decurso da apresentação de “Cheiro de Chuva”, Pedro Cardoso, vereador da Cultura e vice-presidente da Câmara de Cantanhede, congratulou a autora, pelo seu mais recente trabalho essencialmente “pela sensibilidade literária a que já nos habituou nos livros que tem vindo a publicar. Olga Resi é uma promissora escritora da aatualidade e a sua escrita desperta o interesse de descobrir o que desenha com as palavras, como aliás se confirma por esta sala completamente cheia, que é o reconhecimento por parte dos leitores, neste momento de grande importância e de grande significado que é a edição de um livro.

A sessão contou igualmente com a participação musical do Orfeão Vox Caeli de Cantanhede que interpretou dois temas do seu reportório.

Olga Resi, pseudónimo de Olga Natércia Reis Gomes Costa, nasceu em Coimbra, em 1977, e viveu a infância e adolescência na Cordinhã, residindo actualmente na Póvoa da Lomba, também no concelho de Cantanhede. Olga Resi é licenciada em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra e Mestre em Estudos Artísticos – Vertente Estudos Fílmicos, pela mesma faculdade, com uma tese sobre A Obra de Joaquim Pinto no contexto do cinema português dos anos 80. Professora do 2.º, 3.º Ciclos do Ensino Básico e do Secundário durante 12 anos, exerce actualmente funções de formadora no Instituto do Emprego e Formação Profissional, na Região Centro.

Para além da sua atividade profissional e enquanto escritora, Olga Resi tem dedicado parte do seu tempo ao teatro, enquanto guionista, encenadora, coreógrafa e actriz, não só em grupos de teatro amador, como também com alunos das turmas que foi encontrando no seu percurso, tendo participado recentemente no Ciclo de Teatro Amador de Cantanhede.

Para além de “Cheiro de Chuva”, escreveu “Cor de frio”, “Incrivelmente só!”,Esta ânsia de amar” (Pé de Página), “Infiel”, Moras dentro de mim”, “Anjo sem asas”, “(Des)encontro (In)esperado” (poesia), “Entre o Amor e a Guerra” (Luís Amorim Editions) e “Há sonhos que nunca morrem!” (Chiado Editora). No prelo, tem dois guiões para cinema e um para uma série televisiva.

Olga Resi é ainda autora da peça de teatro “A Vida é muito curta”, projecto galardoado com o 1.º prémio atribuído conjuntamente pelo Ministério da Educação e pela Comissão Nacional de Luta Contra a SIDA.